23.8 C
Parintins
sábado, abril 10, 2021

Início Amazonas Adaf promove fórum sobre febre aftosa dentro da programação da 42ª Expoagro

Adaf promove fórum sobre febre aftosa dentro da programação da 42ª Expoagro

Como parte da programação da 42ª Exposição Agropecuária do Amazonas (Expoagro), a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) apresentará, nesta quarta-feira (30/09), às 14h, o 2º Fórum “Amazonas Livre de Febre Aftosa”, que vai abordar o impacto da Instrução Normativa nº 52 para o produtor amazonense. O debate será transmitido pela TV e Rádio Encontro das Águas, no canal 2.5 e frequência 97,7 FM, respectivamente.

O diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo, destaca que a instrução normativa que vai nortear a discussão foi assinada pela ministra Tereza Cristina em 11 de agosto e reconhece 13 municípios do estado como livres de febre aftosa sem vacinação. “Nesse fórum estaremos tratando das novas orientações e procedimentos que os produtores devem adotar na movimentação de animais para que possamos manter esse status sanitário e expandir o trabalho de tornar o Amazonas livre de febre aftosa sem vacinação como um todo”, observa.

Além de Araújo, participarão da atividade o secretário de Estado de Produção Rural, Petrucio Magalhães Júnior; o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas, Muni Lourenço; e o superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Amazonas, Guilherme Pessoa.

Os interessados devem se inscrever pelo link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeurAOW9z3_rlW-Bg41a7rHmLTKQVACPiuqFBqVaI3LkaKofQ/viewform. Os espectadores poderão interagir com os participantes enviando dúvidas e comentários pelo WhatsApp (92) 99332-7594.

Mais informações sobre os serviços e a programação completa da Expoagro Digital estão disponíveis no site www.expoagro.gov.br.

Amazonas sem aftosa – Os 13 municípios amazonenses (Apuí, Boca do Acre, Canutama, Humaitá, Lábrea, Manicoré, Novo Aripuanã, Pauini, Guajará, Envira, Eirunepé, Ipixuna, Itamarati e parte de Tapauá) do Bloco I do Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para Febre Aftosa detêm mais de 65% do rebanho do estado. Ao todo, são 1.020.096 cabeças de gado, entre bovinos e bubalinos.

Com a proposta de ser executado até 2026, o Programa Nacional de Vigilância para Febre Aftosa visa à proteção do patrimônio pecuário nacional. O reconhecimento das zonas livres da doença sem vacinação deve aumentar as exportações (muitos países proíbem a importação de carne de locais onde há vacinação) e também o preço pago aos produtores. A suspensão da imunização nos 49 municípios amazonenses que compõem o Bloco II está prevista para 2022.

FOTO: Divulgação/Adaf

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publicidade -

AS MAIS LIDAS