Adaf realiza palestra gratuita para formandos de Medicina Veterinária

Estudantes do último ano de medicina veterinária podem participar da palestra virtual “Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose – Uma oportunidade para Médicos Veterinários”, nesta sexta-feira (18/06), às 9h. A atividade, gratuita, é uma iniciativa da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf) em parceria com o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) e instituições de ensino superior de Manaus.

A palestra será ministrada pela coordenadora do Programa no Amazonas, Angélica Martina, na plataforma Teams. Os inscritos pelo link https://forms.gle/V6gEVZLJQhdreDba6 receberão as instruções de acesso por e-mail, assim como o certificado de participação, após o evento.

Angélica ressalta a importância da atividade, que tem o objetivo de apresentar o Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose (PNCEBT) para os futuros profissionais e, dessa forma, incentivá-los a, quando formados, efetuar o cadastramento que os torna aptos a realizar a vacinação contra a brucelose.

“Os veterinários privados são responsáveis pela vacinação das fêmeas bovinas e bubalinas contra a brucelose. Então, essa iniciativa é importante para aumentarmos a capilaridade desses profissionais no interior do estado, atendendo a demanda dos produtores e, consequentemente, aumentando o índice vacinal do Amazonas”, explica.

A vacina deve ser administrada somente por médicos veterinários e auxiliares cadastrados devido ao risco de infecção ao ser humano, já que contém cepas de bactérias vivas e atenuadas. A lista com os profissionais habilitados para a aplicação está disponível no site da Adaf (www.adaf.am.gov.br), bastando clicar na aba da Gerência de Defesa Animal e, em seguida, em PNCEBT.

A brucelose é uma doença infecciosa bacteriana que pode ser transmitida de animais para humanos pela ingestão de carne e alimentos lácteos contaminados ou pelo contato direto com secreções de um animal infectado. Os sintomas podem incluir dores articulares e musculares, febre, perda de peso, fadiga, tosse e dor abdominal.

Sobre a palestrante – Angélica Martina é formada em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Rural de Pernambuco e Especialista em Saúde Pública – Sanitarista pela Universidade de Pernambuco. Tem experiência em práticas clínicas, sanidade animal, planejamento e execução de projetos, calendários de práticas sanitárias e capacitações.

Atualmente, coordena o Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose na Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf).

IMAGEM: Divulgação