Roselene Medeiros
Roselene Medeiros

Captar um número maior de cruzeiros para o Estado é uma das principais metas da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) para a próxima temporada. Para isso, foi realizada uma reunião, nesta sexta-feira (4/1), na sede da Amazonastur, entre a presidente do órgão estadual, Roselene Medeiros, e os operadores de cruzeiros Eury Barros e Daniel Barreto.

Na reunião, Roselene se colocou à disposição dos empresários para ouvir os principais problemas do setor. Ela ressaltou também que o novo governo reafirmou o compromisso de fortalecer o turismo na região e que irá buscar apoio das demais secretarias para realizar um trabalho de forma integrada.

“Infelizmente houve uma queda no número de navios que atracaram em Manaus. Em 2017/2018 foram 21 navios, esse número caiu para 15 nessa última temporada. Temos que reverter esse quadro. Os cruzeiros são importantes para economia do nosso Estado, além de servirem como instrumento para divulgar o Amazonas internacionalmente”, destacou a presidente.

Eury Barros, da Amazon Explorer, acredita que com “alguns ajustes” o Estado tem capacidade para fazer a captação de novos navios. “O Amazonas tem atrativos e se apresentarmos novidades e com infraestrutura adequada podemos ampliar, sim, o número de navios que visitam o Estado”, afirmou.

Para Daniel Barreto, da Anavilhanas Turismo, a reunião com a Amazonastur sinalizou de forma positiva a relação entre a empresa e os operadores. “A reunião foi excelente. Essa nova equipe começou muito bem a gestão. No último período não estávamos mais tendo esse retorno da Amazonastur que estamos tendo agora”, disse.

Roselene Medeiros Medeiros (2)

Parintins – Os problemas relacionados ao porto de Parintins, que não tem condições de receber navios de grande porte, também foram discutidos na reunião. Segundo a presidente, a Amazonastur vai buscar os órgãos responsáveis para que os navios possam atracar e os turistas transitem na cidade com maior flexibilidade.

Comentários