Artista parintinense recebe convite para expor suas obras na 5ª Bela Bienal da Arte na Finlândia

O artista plástico e figurinista Alessandro Oliveira, 39 anos, sempre se dedicou à arte. Do seu ateliê em Parintins, município localizado no baixo Amazonas, já saíram diversas obras e, muitas delas tiveram destaques nos desfiles das principais escolas de samba de São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus, além do Festival de Parintins, nos bois Garantido e Caprichoso.

Após os feitos culturais no cenário nacional, o desafio de Alessandro agora é conseguir apoio cultural para chegar a Helsink, na Finlândia. Há três semanas, ele recebeu convite para expor seu projeto “Cocares Emoldurados” (cocar em moldura de MDF com vidro) na 5ª Edição da Bela Bienal de Arte Contemporânea, que será realizado naquele país europeu, no período de 15 de julho a 15 de agosto de 2021.

Alessandro ressalta que a Bela Bienal é uma mostra de arte contemporânea que propõe diálogo entre a produção artística da Europa e América Latina. Em quatro edições já realizadas, a Bela Bienal já reuniu cerca de 500 artistas, recebendo mais de 50 mil visitantes durante sua realização.

Apesar do amor pela arte, ele admite que nunca imaginou que teria a chance de ir tão longe e seguir para a Finlândia para mostrar sua arte. “Isso é decorrente, eu creio, dos trabalhos que venho desenvolvendo”, afirma o artista, ansioso para representar o Amazonas na Bela Bienal, agora em sua quinta edição, abordando o tema Sustentabilidade.

Atualmente, o artista parintinense está com a exposição “Cocares Emoldurados”, sede da Secretaria Executiva do Trabalho e Empreendedorismo (Setemp), na Galeria+, localizada na avenida Djalma Batista, 1.018, bairro Chapada, Zona Centro-Sul.

A exposição conta com 20 quadros do artista, ou melhor, cocares estilizados em penas com um colorido fantástico fixados em moldura de MDF com vidro. Duas dessas obras, feitas por encomenda, fazem a decoração na parede de um ambiente na casa da cantora Anitta.

Projeto ‘Cocares’

O artista ressaltou ainda, que o projeto “Cocares Emoldurados” foi contemplado pela Lei Aldir Blanc, uma espécie de auxílio cultural fomentado pelo Governo Federal, o que permitiu que ele colocasse a ideia em prática. “Diante do recurso obtido conseguir projetar a exposição em Parintins, uma vez que, jáestava em desenvolvimento esse trabalho artístico e, apenas o transformei em projeto, este, contemplado em edital da Lei Aldir Blanc”, destacou.

Para obter maior visibilidade com seus projetos, Alessandro lançou na última semana seu site oficial www.alessandrooliveirarts.com.br. A página confeccionada pela Host Amazonas, dispõe da biografia, história das obras e os novos projetos do artista. A exposição em Manaus tem o apoio da agência de notícias Amazônia 360º.

Para quem quiser adquirir a obra do artista parintinense, o cocar com modura em madeira e vidro, no tamanho grande medindo 1,30 metro de altura por 90 cm largura, sai por R$2,5 mil. O tamanho médio (1,10 metro altura por 85 cm largura) a R$ 2 mil, enquanto que a peça no tamanho menor (1 metro de altura por 70 cm largura) o desembolso fica por R$1,6 mil.

Sobre o artista

Natural de Parintins, Alessandro Oliveira é artesão, figurinista, artista plástico e decorador. Começou no cenário artístico aos 16 anos de idade, na escola de artes Irmão Miguel de Pascale.

Em 2009, atuou como decorador de carros alegóricos no Carnaval de São Paulo. Foram anos de uma carreira vitoriosa nas escolas de samba por onde passou: Gaviões da Fiel, Mocidade Alegre, Mancha Verde, Vila Maria e Independente Tricolor. Nos últimos sete anos, as obras de Alessandro se tornaram mais evidentes na região Norte, com trabalhos nos bois Garantido e Caprichoso, além das escolas de samba em Manaus e Rio de Janeiro.

Informações: 92 99115 6071