Bispo de Parintins pede unidade, oração e prevenção contra o Coronavírus

bispo de Parintins, Dom Giuliano Frigenni
Bispo de Parintins, Dom Giuliano Frigenni /Foto: Carlos Alexandre

“É um momento de grande unidade no mundo inteiro, unidos ao pedido do Papa e de tantos bispos, onde o Coronavírus está se alastrando. Em sintonia também com a preocupação de vários governos no mundo”. Com essas palavras o bispo de Parintins, Dom Giuliano Frigenni, anunciou medidas preventivas à população parintinense e pediu união, oração e prevenção. O pedido foi feito hoje a tarde, 17, em transmissão ao vivo pela rádio Alvorada.

Seguindo orientações de entidades mundiais da saúde e do próprio Vaticano, o sacerdote anunciou medidas que a Diocese de Parintins vai tomar, o que foi chamado de Decreto de Prevenção ao Coronavírus. Segundo o bispo, o vírus “vitimiza milhares de pessoas” e é preciso que as cidades estejam precavidas.

Tendo o Código do Direito Canônico como embasamento, Dom Giuliano afirma é preciso “dispensar os fiéis do cumprimento das leis disciplinares em seu território. Considerando grave perigo de contaminação em se tratando de aglomeração de pessoas”. Portanto, a igreja católica em Parintins decide que “estão suspensas por 15 dias as missas e as demais celebrações litúrgicas das igrejas em toda Diocese de Parintins (incluindo Boa Vista do Ramos, Maués, Barreirinha e Nhamundá). Suspensas por 30 dias todas as atividades religiosas, pastorais e catequéticas que aglomeram pessoas”.

Missas na Catedral de Nossa senhora do Carmo serão transmitidas pelo rádio todos os dias as 19h pelo Sistema Alvorada de Comunicação para que o fiel católico tenha sempre um momento de oração. Dom Giuliano recomenda que as pessoas continuem rezando de forma particular ou em família. Ele pede ainda que façam leitura orante da Bíblia e que rezem o santo terço.

Eldiney Alcântara

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

-PUBLICIDADE-

Lancha Estrela de Nazaré