Bois de Parintins participam da cerimônia de encerramento da Copa Libertadores feminina
Foto: Divulgação

Eufóricas, as torcidas dos bois também compareceram a Arena da Amazônia e fizeram a diferença na cerimônia de encerramento.

Representando a cultura local, os bois-bumbás Garantido e Caprichoso entraram juntos na cerimônia de encerramento da Copa Libertadores feminina 2018 ocorrida na noite deste domingo (2) na Arena da Amazônia, palco da decisão entre Santos e Atlético Huila.

Os dois bois surpreenderam ao aparecerem sob “batuque” típico do folclore amazonense e foram ovacionados pelas pessoas que compareceram ao estádio. A mascote da Libertadores feminina, ‘Maninha’, batizada durante a competição, também esteve na cerimônia e ficou posicionada entre os dois bois.

Eufóricas, as torcidas dos bois também compareceram a Arena da Amazônia e fizeram a diferença na cerimônia de encerramento da competição internacional gritando, cantando junto as toadas de cada boi e equipados com bandeiras e camisas personalizadas.

De acordo com o torcedor do Santos, Jhonatan Lima, 23 anos, o encerramento do evento foi algo bem elaborado. “Foi bastante simples e rápido, mas com belíssimas imagens essa cerimônia de encerramento. Eu achei também essa libertadores muito bem organizada”, destacou.

Para Débora Rodrigues, 38 anos, foi bela a união dos bois e das torcidas na cerimônia. “Muito bonito ver as torcidas dos dois bois vibrando juntas e sem diferenças. Eu acho que no futebol também precisa haver essa pacificação”, disse.

Fonte: Portal CNA 7

Comentários