Parintins Notícias
Notícias de Parintins

Candidata a vice de Braga garante que empreendedor será tratado como parceiro do Governo do Amazonas

Anne Moura, candidata à vice-governadora na chapa de Eduardo Braga, ao conversar com microempresários na zona Leste.

Manaus/AM – Nesta quarta-feira (14), os microempresários do bairro do Coroado, localizado na zona Leste da capital, relataram para Anne Mouta (PT), a candidata à vice-governadora na chapa de Eduardo Braga (MDB), os dramas dos resistentes, que lutam para manter a atividade econômica em meio a uma hiperinflação e a falta de apoio para os negócios. Conforme dados do Sistema de Registro Mercantil (SRM), vinculado ao Ministério da Economia, em 2021, foram extintas 3.128 empresas no Amazonas, 305 a mais do que no ano anterior.

O microempresário Ailton Leite, dono de uma pequena panificadora, teve de fazer adaptações para não fechar as portas como vários outros empreendedores do bairro. Não é mais, exclusivamente, patrão. Teve de demitir funcionários e fazer a parte deles para continuar no ramo. “Sou um trabalhador que sofre com os aumentos abusivos, sem controle, por um governo que só judia da gente. É um governo que só pensa nos mais ricos e esquece dos mais pobres. Eu quero o Eduardo no governo para ver se baixa os custos. Para você ter uma ideia está R$ 250 uma saca de trigo. Hoje, a gente trabalha só para sobreviver. O lucro, eu tenho de dividir com os meus funcionários. A gente ganha de igual para igual”, relatou com o olhar triste.

Nos 17 anos que atua no segmento da panificação, Ailton pontua que a fase mais difícil é a atual. “Esses três anos foram os mais sofridos, quase completando quatro anos, que vai terminar, graças a Deus. Vamos mudar esse cenário político que está aí. O combustível tava aumentando sempre. Por que só agora, próximo das eleições, baixou?? Muitos colegas já fecharam e eu tô aqui, pelejando. Tenho fé que o presidente Lula, no governo federal e Eduardo Braga, no governo estadual, vão mudar o cenário atual”, declarou o empresário.

Anne Moura explicou, que a coligação “Em defesa da vida” (MDB/PSD e a federação PT/PCdoB e PV), pretende dar uma injeção na economia do estado a partir da abertura de novas linhas de crédito via Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) para as micro e pequenas empresas; capacitação para reduzir os custos operacionais dos negócios e a implantação do programa ‘Novo Cidadão’, em que os mais pobres terão a garantia de receber do governo do estado R$ 500 e mais R$ 600 do governo federal mensalmente, propostas de Eduardo Braga e do Lula, candidato a presidente, respectivamente.

“A pandemia deixou as empresas numa situação muito difícil. As pessoas perderam a renda e não têm condições de comprar no comércio local. O povo passa fome e as empresas não movimentam porque as pessoas não têm dinheiro. É por isso que a gente quer trabalhar um fundo de investimento para os micro e pequenos empreendedores porque isso mexe na economia local. Além do Novo Cidadão, que vai ajudar a chegar dinheiro na mão das pessoas, garantindo comida na mesa, que será comprada no bairro. As pessoas compram no bairro, nos pequenos comércios. Isso mexe na economia. E é isso, que eu e o Eduardo queremos. Vamos impulsionar a economia para o estado voltar a crescer”, salientou Anne Moura.

-publicidade-