Cigás promove reunião com Arsepam para apresentar ações de fortalecimento do mercado do gás natural

Membros da diretoria da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) e da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas (Arsepam) reuniram-se na sede da concessionária de serviço público de distribuição e comercialização de gás natural no estado. De iniciativa da Cigás, o encontro teve por objetivo apresentar as ações estratégicas definidas pela Companhia para os próximos anos com o fim de fortalecer o mercado local de gás natural.

A reunião foi conduzida pelo diretor-presidente, René Levy Aguiar, e pelo diretor técnico-comercial da concessionária, Clovis Correia Junior. Em pauta, o Plano de Negócios da Companhia 2021-2025, importante ferramenta de gestão aprovada em dezembro do ano passado pelo Conselho de Administração da Cigás.

Na ocasião, foram apresentadas macroestratégias nos âmbitos de suprimento de gás natural, incluindo a busca de alternativas de novos players de mercado para ampliar a oferta da companhia diante da crescente demanda local; investimentos da Cigás para a expansão da Rede de Distribuição de Gás Natural (RDGN); ações de promoção comercial voltadas à ampliação de suas unidades consumidoras e outras para reforçar o conjunto de procedimentos e medidas relacionadas ao Compliance.

Além disso, foram destacadas a participação da companhia no projeto Jaguatirica II, por meio do qual o gás natural produzido no Campo de Azulão será liquefeito (GNL) e, em seguida, transportado em carretas até Boa Vista (RR), para abastecimento da Usina Termelétrica Jaguatirica II; bem como os contratos firmados pela Cigás para comercialização de gás natural veicular (GNV) em mais dois novos postos de combustíveis, com início das operações previstas para o segundo semestre deste ano.

Segundo a direção da companhia, que atua no âmbito da promoção de soluções energéticas a partir do gás natural, a estimativa é de um salto no número de unidades consumidoras contratadas, passando dos atuais 5,6 mil para mais de 21 mil em 2025. Os segmentos beneficiados com o gás natural fornecido pela companhia são termelétrico, industrial, comercial, residencial e veicular.

Para alcançar este patamar, a Cigás está investindo na ampliação da Rede de Distribuição, pautada por estudos de viabilidade técnica e econômica. Atualmente, a extensão da rede é de 162 quilômetros. Nos próximos cinco anos, a meta é alcançar 310 quilômetros. Até 2025, a concessionária deve atingir investimento global de R$ 760 milhões.

De acordo com o diretor-presidente da Companhia de Gás do Amazonas, a reunião foi de extrema relevância no sentido de fortalecer o processo de simetria de informações entre a agência reguladora e a concessionária, cujos processos praticados são pautados pela transparência.

Por seu lado, o diretor-presidente da Arsepam, João Rufino Júnior, que tomou posse no cargo em abril, disse que se tratou de um importante momento de aproximação dentro daquilo que precisa acontecer entre ambas as partes e que as informações repassadas serão fundamentais para construir a agenda regulatória. Ele ressaltou ainda as ações estratégicas estabelecidas pela Cigás para a expansão nos próximos anos, sobretudo no que se refere ao segmento residencial, importante para o Governo do Estado em razão dos benefícios que podem ser levados à população.

FOTO: Divulgação/Cigás