Parintins Notícias
Notícias de Parintins

‘Contraturno Digital’ estreia programação com aulas de reforço para estudantes de Ensino Fundamental e Médio

Projeto faz parte do programa Educa+Amazonas, que tem ainda outras 12 ações voltadas para alunos e servidores

“Eu espero que tenha coisas que eu possa utilizar para o meu futuro, que eu possa aprender”. Essa é a expectativa da aluna Karla Giovana Conceição, do 9º ano do Ensino Fundamental, para o “Contraturno Digital”. A jovem é estudante da Escola Estadual (EE) Osmar Pedrosa, no bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus, e uma dos 113 mil alunos atendidos na primeira etapa do projeto, iniciado nesta segunda-feira (02/08).

Os estudantes das redes municipais de Manaus e das demais cidades do Amazonas também poderão acessar aos conteúdos produzidos pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto, por meio do Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam).

A autônoma Maria Angélica Lima, mãe de Karla, costuma assistir às aulas do projeto “Aula em Casa” junto com os filhos e aprovou o “Contraturno Digital”. “Eu acho que vai ser muito bom, vai contribuir bastante, e é muito gratificante, porque eu penso que não só eles regrediram, como ficaram acomodados, então acredito que esse novo programa vai ajudar bastante na mente deles, na inteligência deles, na capacidade de eles aprenderem”, observa, sobre o aprendizado dos estudantes.

Preparatório – Por ter uma função de aula de reforço, o “Contraturno Digital” vai abordar os temas estudados em sala de aula com mais dinamismo, além da resolução de questões, que constarão no caderno digital. Para o finalista do Ensino Médio, Carlos Eduardo Freitas, a iniciativa vai ajudar ainda mais na preparação para os vestibulares e para entrar na faculdade de Direito.

“Eu acho que vai me ajudar, porque o tempo que eu tenho de folga, posso usar para estudar e reforçar ainda mais. No caso, eu não sou muito bom em Química, então posso ver os assuntos no ‘Contraturno Digital’ mais assuntos de Química, reforçar mais ainda e melhorar”, avalia o estudante da Escola Estadual de Tempo Integral (Eeti) Marcantonio Vilaça.

A mãe de Carlos, a professora Maria Vasconcelos, diz que o filho é disciplinado, gosta de estudar e assiste a todas as aulas. Para ela, o “Contraturno Digital” é uma maneira de levar ainda mais conhecimento a alunos que não conseguem cursar pré-vestibulares particulares.

“Vejo o ‘Contraturno Digital’ como um projeto que vem beneficiar bastante as famílias carentes. Muitos pais, alunos, não têm condição de pagar um pré-vestibular, então, com ele você terá a oportunidade de tirar sua dúvida. É um projeto que vem beneficiar bastante os alunos para a vida universitária, o futuro”, pontua a professora.

Materiais – O caderno digital poderá ser baixado na plataforma Saber+, por meio do link www.sabermais.am.gov.br. No caso dos alunos que não têm acesso à Internet, o material será disponibilizado nas escolas.

Já os professores da rede estadual receberão, via e-mail institucional, um caderno de orientação, no qual constarão propostas de atividades, leituras de textos, orientações didáticas e gabaritos comentados.

Em 2022, o “Contraturno Digital” será ampliado e passará a atender também alunos dos 6º, 7º e 8º anos do Ensino Fundamental e 1ª e 2ª série do Ensino Médio.

FOTO: Drance Jesuz/Seduc-AM

você pode gostar também
Comentários
Loading...