“Copa Alvorada com 16 equipes foi um sucesso”, avalia coordenador

“Copa Alvorada com 16 equipes foi um sucesso”, avalia coordenador
Foto: Facebook

A aposta da coordenação da Copa Alvorada de Futsal de  aumentar o número de equipe de 12 para 16 no sistema de disputa por chaves em 2018 é avaliada como positiva pelo coordenador da competição Nelselino Santarém. “O novo projeto desse ano com 16 clubes, proporcionou mais competitividade, onde as próprias equipes sentiram isso, ficando claro nas entrevistas dos jogadores quando dizem que cada jogo era como fosse uma decisão”, declarou.

Ele ressalta que o novo sistema de competição aumentou também o rendimento das equipes e o aumento do público em todas as noites de competição. “Um dos pontos positivos que também destacamos foi a diminuição de jogos para as equipes dando um tempo maior para treino. As equipes de outras cidades tiveram uma despesa menor nesta copa. Antes eles faziam cinco viagens até Parintins, e este ano, foi preciso somente três viagens, tendo um custo menor pra eles”, acrescentou.

Nelselino destaca que a Copa foi planejada desde o mês de setembro do ano passado (2017), elaborando, estudando as possibilidades de dar certo, objetivando manter o nível ou ficar mais disputada. “No início alguns diziam que ia ser um fracasso devido o aumento de clubes, mas graças a Deus fomos felizes e foi melhor do que imaginamos”, exaltou.

Disputa 2019

Para a disputa do ano que vem, Santarém adianta que existe uma proposta de só fazer jogos aqui na sede de Parintins, “mas isso precisa ser discutido até porque o crescimento da Copa se deu devido ela ir até outras cidades e fora do Estado”.

Outra novidade para o ano que vem é com relação ao regulamento. “Será feito alguns ajustes e para isso já entramos em contato com FAFS – Federação Amazonense de Futebol de Salão para que em julho possamos fazer um seminário junto com as equipes e a direção da rádio”, finalizou o coordenador da Copa.

Texto: Kedson Silva

Deixe um comentário