Parintins Notícias
Notícias de Parintins

Encontro entre Sema e organizações sociais encerra terceira edição do Gabinete Itinerante Ambiental

Na ocasião, motores de popa e embarcações foram cedidas para apoiar cadeias produtivas sustentáveis na RDS Uacari

O Gabinete Itinerante Ambiental (Giam), projeto criado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), encerrou as atividades no município de Carauari (a 788 quilômetros de Manaus), neste fim de semana. No sábado (18/09), uma reunião foi realizada para alinhar políticas ambientais com entidades da sociedade civil organizada.

O encontro ocorreu no escritório local da Sema Amazonas, no município, com a participação do secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira. “O Giam é uma oportunidade de sairmos do gabinete, em Manaus, e levarmos essa estrutura para os municípios do interior e comunidades da Amazônia profunda. É um momento de alinhamento, que integra as demandas tanto da prefeitura como da sociedade civil”, disse.

Na ocasião, estiveram reunidos representantes da Associação de Moradores Agroextrativistas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Uacari (Amaru), Associação de Moveleiros de Carauari, Colônia de Pescadores Z-25 de Carauari além de catadores de resíduos sólidos do município.

A Amaru solicitou apoio para a cadeia produtiva de oleaginosas (andiroba e murumuru), com combustível e alimentação relacionados à logística e o processamento da cadeia. O extrativismo vegetal tem sido um dos importantes meios alternativos na geração de renda das famílias ribeirinhas da RDS Uacari, contemplando, aproximadamente, 350 famílias.

Para tanto, o Governo do Amazonas, por meio da Sema, celebrou junto à instituição, um termo de cessão de uso de duas embarcações de alumínio, com 6 metros de comprimento, e mais três motores de popa, para apoiar as atividades da Associação, tanto no extrativismo vegetal, como no manejo do pirarucu e no monitoramento de tabuleiros de desova e manejo de quelônios.

Já a Colônia de Pescadores reivindicou a revisão do Acordo de Pesca do Baixo Carauari, a fim de incluir outros lagos na Instrução Normativa (IN) nº 10/2017 e ampliar o número de pescadores e famílias beneficiadas de forma sustentável.

Agenda – Segundo o coordenador do Núcleo de Pesca (Nupes) da Sema, Eduardo Conde, a agenda começará a ser atendida ainda neste ano. “Nós formalizamos a demanda junto aos pescadores e, agora, será feita uma visita para estudar a ampliação das áreas de uso e a necessidade, ou não, de reformular as regras do acordo”, informou ele, ao ressaltar que a visita também incluirá um estudo para a criação do ordenamento pesqueiro dentro da RDS Uacari.

Os catadores de resíduos sólidos do municípios pediram apoio na implementação da coleta seletiva local. O Estado, por meio do Núcleo de Educação Ambiental (Nuedam), apoiará o Município na construção de um programa de sensibilização junto aos moradores, para reduzir a quantidade de resíduos enviados ao aterro sanitário da cidade, gerando renda para famílias envolvidas no processo de reciclagem.

Por meio do Giam, a Sema também articulou o andamento de pautas que envolvem outras secretarias do Estado, como os planos de manejo florestal comunitário, que tramitam dentro do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) e a renovação de Concessões de Direito Real de Uso (CDRU) coletivas, junto à Secretaria das Cidades e Territórios (SECT). As CDRU, por sua vez, estão previstas para serem entregues ainda neste ano.

Gabinete Itinerante Ambiental – Conhecido como Giam, o projeto foi criado em março deste ano, com o objetivo de integrar as agendas de meio ambiente entre o Estado, representantes da gestão ambiental dos municípios e a sociedade civil organizada.

Por meio dele, secretários e assessores técnicos da secretaria constroem um plano de ação integrado, para fomentar a difusão de políticas públicas ambientais no interior.

Desde a sua criação, o Giam já contemplou os municípios de Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus), Novo Airão (a 115 quilômetros da capital) e, agora, Carauari.

No município, o projeto incluiu a abertura do manejo do pirarucu na RDS Uacari e uma visita técnica no manejo experimental de quelônios, que tem a previsão de iniciar a primeira venda de tartarugas e tracajás ainda em novembro. O próximo município a ser contemplado será Apuí (a 453 quilômetros da capital), no sul do Amazonas, entre os meses de outubro e novembro.

FOTO: Jamile Alves/Sema

você pode gostar também
Comentários
Loading...