Estudantes de 16 escolas públicas participam de programa de prevenção às drogas da PM

FOTO: Divulgação/SSP-AM

Em Parintins (a 369 quilômetros de Manaus), a Polícia Militar do Amazonas vem intensificando com estudantes de escolas públicas as ações de prevenção às drogas e à violência. Este ano, 16 escolas das redes estadual e municipal de ensino estão participando do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd).

Foi durante um dos encontros do Proerd, em Parintins, que os policiais receberam o relato de assédio feito por uma menina de 10 anos. O bilhete com o desabafo da criança ganhou repercussão nacional e foi entregue logo após a dinâmica denominada Caixinha de Pergunta. Nela, os estudantes conversam com os policiais militares para tirar dúvidas e, em alguns casos, fazer denúncias, que são encaminhadas de forma sigilosa para investigação.

Segundo o sargento Gildo Assis, atualmente, em Parintins, participam do projeto crianças e adolescentes de sete escolas estaduais e nove municipais. O trabalho acontece na cidade desde 2002.

Além das palestras focadas na prevenção das drogas e no combate à violência, o Proerd também promove atividades de interação entre as escolas. No mês passado, ocorreu o 9º Torneio de Futsal e Queimada. O evento tradicional ajuda a motivar os jovens a continuar fazendo parte do programa e, até, trazer outros que ainda não estavam interessados.

“Promovemos uma ação saudável que incentiva o respeito às regras, promove a interação entre os estudantes, além de ressaltar a importância de saber lidar com frustrações. Em um torneio, haverá equipes que vão competir e não ganhar, e é importante que eles saibam lidar com isso também. Muitas vezes, quem não sabe lidar com perdas acaba recorrendo às drogas, por exemplo, para tentar lidar com frustrações”, disse.

Proerd em 14 cidades – Este ano, a Polícia Militar está alcançando 14 cidades com o Programa Educacional de Resistência às Drogas, de acordo com o major Henriques, coordenador do programa. Até agora, foram atendidas, aproximadamente, 607 mil alunos em 5,1 mil escolas das redes municipais, estaduais e particulares.

“Divulgar o malefício das drogas, da violência. Iniciando a comunidade escolar de informações, trazendo ao conhecimento dos alunos o modelo de tomada de decisão Proerd, para que eles tomem decisões seguras e responsáveis. E se tornem alunos mais críticos e participativos do seu processo ensino e aprendizagem”, destacou.

O Proerd está presente nos municípios de Barcelos, Barreirinha, Coari, Carauari, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Jutaí, Manacapuru, Manicoré, Parintins, Tefé, Urucará e Uarini.

Comentários
Loading...