Parintins Notícias
Notícias de Parintins

Evento apresenta ações de educomunicação, práticas agroecológicas e incentivo à leitura e escrita

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS) promoveu o “Iº Encontro de Educadores da Floresta – Centenário Darcy Ribeiro”, em homenagem a um dos maiores antropólogos e educadores do Brasil, reunindo mais de 30 professores, gestores, alunos e instituições da região. Entre as principais pautas debatidas no encontro, estão a educomunicação, práticas agroecológicas e incentivo à leitura e escrita.

O evento, que aconteceu na sede da FAS, é resultado da iniciativa “Apoio ao Projeto de Formação e Educação de Populações Ribeirinhas no Amazonas”, realizado em parceria com a Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc-AM), e tem como objetivo construir uma educação relevante, contextualizada e que valorize os saberes tradicionais, alinhada com Ciência e Tecnologia, e colaborando para criação de políticas públicas na Amazônia.

A programação incluiu debates sobre o Núcleo de Inovação e Educação para Desenvolvimento Sustentável (Nieds) da FAS, o legado de Darcy Ribeiro, Observatório de Educação (Comunidade Educativa – Cedac), Projeto Plantar, práticas agroecológicas e educomunicação.

O seminário ainda promoveu uma Oficina de Tintas Naturais, dinâmicas, palestras, rodas de conversa, exposição de contos, apresentação cultural, atividades de educação ambiental, entre outras.

Segundo a professora Cilene Magalhães, da comunidade Boa Frente, localizada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Juma, o encontro trouxe uma nova visão sobre a educação no interior da Amazônia.

“Foi uma semana de imersão e de muito conhecimento adquirido que, com certeza, vai agigantar as formas de como encaramos o ensino e levamos as práticas pedagógicas para os povos da floresta”, declarou a professora.

As atividades ainda visam o fortalecimento de uma educação relevante e responde a todos os desafios da implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, dentro de uma abordagem sistêmica, e tem por inspiração o educador e antropólogo Darcy Ribeiro, um defensor da escola pública e da Amazônia.

A supervisora do Subprograma de Educação Ribeirinha, Silvana Souza, explica que o evento proporcionou a troca de saberes e contribuiu para a ampliação de ideias a serem aplicados na escola das comunidades na Amazônia.

“É importante para os professores, alunos e instituições parceiras, observar as diferenças e semelhanças em cada território, proporcionando um leque de ideias com inovação, transformando assim nossos povos tradicionais como protagonistas de suas histórias e experiências”, frisa.

Sobre a FAS

Fundada em 2008 e com sede em Manaus (AM), a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil e sem fins lucrativos que dissemina e implementa conhecimentos sobre desenvolvimento sustentável, contribuindo para a conservação da Amazônia. A instituição atua com projetos voltados para educação, empreendedorismo, turismo sustentável, inovação, saúde e outras áreas prioritárias. Por meio da valorização da floresta em pé e de sua sociobiodiversidade, a FAS desenvolve trabalhos que promovem a melhoria da qualidade de vida de comunidades ribeirinhas, indígenas e periféricas da Amazônia.

Créditos: Roberta dos Anjos

-publicidade-