Parintins Notícias

O Governo do Amazonas, por meio da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), lançou, na quarta-feira (13/11), a política de incentivo para fomentar o consumo de Gás Natural Veicular (GNV) no interior do estado, o ‘GNV no Interior’.  O objetivo é possibilitar a celebração de contratos de compra e venda de gás natural entre a Gigás e empresários do ramo de comercialização de combustíveis.

O governador Wilson Lima falou sobre os benefícios da implantação do Gás Natural. “Nós estamos incentivando o uso do Gás Natural pelas diversas vantagens. Uma delas é a questão ambiental. Entre os combustíveis fósseis, o GNV tem menor grau de emissão de poluentes. Outro fator é a relevância econômica para motoristas, taxistas, frotistas e motoristas de aplicativo devido ao custo do gás natural”, disse o governador.

A proposta é colocar em prática o projeto “Corredor Azul”, que tem a finalidade de levar o Gás Natural Veicular (GNV) em pontos estratégicos do interior do estado do Amazonas.

“O governador Wilson Lima tem um compromisso com o desenvolvimento socioeconômico do estado, e temos que fazer políticas de expansão do GNV. E um dos projetos é esse de incentivo para interiorizarmos postos no estado. Vamos incrementar isso para poder desenvolver esse trabalho”, destacou o diretor-presidente da Cigás, Heraldo Câmara.

As primeiras localidades alvo desta política estão estrategicamente localizadas ao longo das rodovias AM-010, AM-070 e BR-174, e nesses trajetos estão as cidades de Iranduba, Manacapuru, Rio Preto da Eva, Itacoatiara e Presidente Figueiredo.

“O Governo do Estado, através da Cigás, resolveu criar uma política que beneficiasse e viabilizasse a chegada do GNV no interior. E um dos mecanismos mais importantes para o momento, seria a criação do corredor azul, com a criação de postos no interior”, explicou o gerente comercial Cigás, João Salomão.

Como esse trabalho, espera-se expandir o mercado de GNV no Amazonas, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico do estado e reduzindo impactos ao meio ambiente, pelo fato do gás natural se tratar do combustível fóssil com menor índice de poluição.

“Essa é uma política de fomento que facilita as distribuidoras instalarem postos e trazer para população uma condição melhor de deslocamento a gás natural, o que seria muito econômico e viável para ter esse mecanismo de rodar veículos gás natural em todo o estado”, afirmou João.

O fornecimento se dará por meio do método denominado Gasoduto Virtual, em que o combustível é distribuído na forma de gás natural comprimido (GNC) pelo fato de se tratar de uma área onde não há sistema de distribuição de gás natural.

Benefícios

Entre os benefícios para quem aderir à política de fomento do GNV no interior, estão a utilização da Tarifa GNC e suspensão da cobrança de Take or Pay. Para receber o benefício, é preciso que os empresários do ramo realizem a construção de postos de abastecimento de GNV e estejam situados nas rodovias propostas, assim como viabilizem o benefício indicado no estudo de viabilidade técnica e econômica.

Procedimentos para concessão dos benefícios

Deve haver a solicitação de estudo de viabilidade econômica por parte do interessado; Avaliação documental; estabelecimento de contrato de fornecimento, estabelecendo obrigações e responsabilidades entre as partes envolvidas.