23.8 C
Parintins
sábado, abril 10, 2021

Início Amazonas Governo do Estado oferta mais de 20 mil testes rápidos para HIV...

Governo do Estado oferta mais de 20 mil testes rápidos para HIV e quase um milhão de preservativos

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) inicia, a partir da próxima terça-feira (1º/12), a mobilização denominada Dezembro Vermelho, para sensibilizar a população sobre prevenção e tratamento precoce contra o HIV/Aids. Serão ofertados mais de 20 mil testes rápidos de HIV, além de 900 mil preservativos que serão distribuídos para a população nas unidades de saúde da capital e interior.

O Dezembro Vermelho foi escolhido pelo Ministério da Saúde em razão do Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado no mundo inteiro em 1º de dezembro.

Devido a pandemia do novo coronavírus, a abertura da campanha no dia 1º será on-line, realizada pelo canal da secretaria no Youtube (@SaudeAM). E, durante o mês de dezembro, palestras sobre a importância da conscientização da população quanto à prevenção do HIV (sigla em inglês para Vírus da Imunodeficiência Humana) e, ainda, sobre a importância do diagnóstico precoce e da adesão ao tratamento, serão realizadas por meio de mídias sociais como o Youtube.

Estratégias de prevenção – De acordo com a coordenadora estadual de IST/Aids da SES-AM, Vanessa Homobono, a prevenção deve ser vista como a combinação de diversas estratégias.

“Na campanha nós trabalhamos muito a questão da prevenção. Então, nós trabalhamos várias estratégias para se prevenir o HIV, o que chamamos de prevenção combinada. E o que é prevenção combinada? É uso de vários métodos preventivos como preservativo, seja interno ou externo, o uso da PrEP e da PEP, que são medicamentos que são administrados para evitar a soroconversão ou o contágio do HIV”, disse ela.

De acordo com a coordenadora, além de usar a camisinha, é fundamental fazer o teste precocemente; realizar o tratamento adequado do HIV e de qualquer outra IST; e, caso tenha tido uma situação de risco para o HIV, buscar a PEP (Profilaxia Pós-Exposição).

Vanessa explica que, agora, também está disponível a Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP), que é o uso de medicamento específico para evitar o HIV, com gerenciamento de risco para controle de outras ISTs. O tratamento preventivo é disponibilizado na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD).

Testes rápidos – Os testes rápidos, assim como a distribuição de preservativos, serão intensificados nas unidades de saúde, como a Policlínica Gilberto Mestrinho, Danilo Correa e o Centro de Atenção Integral a Melhor Idade (Caimi) André Araújo. Conforme a coordenação, além das unidades do Estado, a SES-AM envia preservativos para as unidades de saúde municipais, que também farão ações de prevenção.

“Não devemos esquecer também da testagem, que é extremamente importante, porque além de se prevenir você também está se monitorando, se testando, toda vez que se colocar em uma situação de risco de infecção”, reforçou a coordenadora.

FMT – A Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) também realiza na próxima terça-feira (1º/12) a abertura do Dezembro Vermelho. A programação para o mês inclui oferta de testagem, tanto na Fundação como em empresas do Distrito Industrial de Manaus, palestras, além da distribuição gratuita de unidades de preservativos masculinos e femininos.

A abertura oficial da campanha será com um workshop direcionado para jornalistas. Na oportunidade será apresentado o estudo Mosaico, da vacina contra o HIV.

Em 2 de dezembro, ocorrerá um dia de testagem para HIV no ambulatório da FMT-HVD. Durante todo o mês, a equipe da Fundação visitará algumas empresas do Distrito Industrial de Manaus. O objetivo é que mais de 600 testes sejam realizados. Além da testagem, serão realizadas palestras e distribuição de preservativos nestes locais.

Dados – No período de janeiro a julho de 2020, foram notificados 605 novos casos de HIV em adultos em todo o Amazonas. O sexo masculino é o mais acometido pelo HIV, e a faixa etária mais acometida, segundo as notificações, é de 20 a 29 anos de idade. Em 2019, foram 1.576 novos casos notificados.

Para o acompanhamento das pessoas vivendo com HIV na capital existem sete unidades, sendo seis Serviços de Assistência Especializada (SAEs) e duas Unidades Básicas de Saúde (UBS), distribuídas pelas diferentes zonas da cidade. A lista inclui: FMT-HVD, Fundação Alfredo da Matta, Policlínica Gilberto Mestrinho, Caimi Ada Viana e Policlínica Antônio Aleixo.

No interior, são sete SAEs ao todo, com uma unidade em cada um dos seguintes municípios: Parintins, Tabatinga, Tefé, Coari, Itacoatiara, Benjamin Constant e Maués.

FOTO: Mayara Viana/SES-AM

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- publicidade -

AS MAIS LIDAS