Liceu de Parintins realiza avaliações de nivelamento com 550 alunos

Testes serão aplicados até a próxima sexta-feira (30/11).

A avaliação anual de nivelamento dos alunos do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro – Unidade Parintins começou nesta segunda-feira (26/11) e se estenderá até a sexta-feira (30/11). Ao todo, 550 discentes dos Núcleos de Artes Visuais, Audiovisual, Dança, Música e Teatro foram selecionados para o processo de nivelamento e têm a possibilidade de prosseguir para uma turma mais avançada. O município de Parintins fica a 369 quilômetros de Manaus.

As bancas serão compostas pelos 23 instrutores da Unidade Parintins e 12 profissionais convidados, entre professores de universidades e da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), coreógrafos, teatrólogos, artistas visuais e jornalistas, que avaliarão o conhecimento técnico adquirido pelos alunos durante o ano letivo.

A diretora do Liceu de Parintins, Andressa Oliveira, explica que esta avaliação é importante para trabalhar a formação cultural dos estudantes que desejam seguir o caminho das Artes e ingressar em uma universidade para cursar Música, Artes Visuais, Teatro ou Dança. “Este processo é feito de acordo com o desempenho de cada aluno em sala de aula. Os professores e profissionais da coordenação pedagógica escolhem quais são os alunos que participarão da avaliação e que têm condições de passar para o próximo nível”, afirma. “É importante também para que as pessoas entendam como funciona o trabalho do Liceu e a seriedade como ele é conduzido. Às vezes tem essa ligação de que por ser uma escola de artes não tem avaliação, mas existe sim, além de todo um procedimento pedagógico que precisamos cumprir”, pontua.

O coordenador do Núcleo de Música, Elder Reis, comenta quais são os critérios de avaliação dentro do segmento musical e revela que este ano também se formará a primeira turma de Violão do Liceu de Parintins. “O professor da turma examinada não fará parte da banca, por isso convidamos professores de outras turmas e profissionais da área para analisar dos estudantes a musicalidade, técnica, leitura de partitura à primeira vista, e os conteúdos ministrados em sala de aula, como escalas e as peças musicais trabalhadas”.

A previsão é de que os resultados sejam divulgados para os discentes a partir da primeira semana de dezembro. De acordo com o coordenador Elder Reis, mediante os critérios de nivelamento, o aluno que não passar no primeiro ano, pode se preparar e estudar para fazer prova no ano seguinte. “Dessa forma, podemos saber se esse estudante continuará no curso ou terá que dar sua vaga à outra pessoa”, salienta.

As vagas remanescentes, deixadas pelos veteranos que avançaram ao outro nível, serão oferecidas a novos integrantes, no próximo ano letivo.

Fonte: CNA 7

Comentários