Parintins conquista apoio do governador do Amazonas para pecuaristas e produtores rurais

A Prefeitura de Parintins participou do lançamento do Plano Safra 2021/2022 realizado no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasquez na manhã de quinta-feira, 13 de maio. O titular da Secretaria Municipal de Pecuária, Agricultura e Abastecimento (Sempa), Tião Teixeira, representou o prefeito de Parintins, Bi Garcia, durante o anúncio do maior investimento da história do setor primário do Amazonas.

Com o Plano Safra, o Governo do Amazonas contemplará ações voltadas à agricultura, pecuária, pesca e extrativismo com mais de R$ 1 bilhão em recursos. O governador se comprometeu em reforçar as atividades para o crescimento da produção agropecuária de Parintins. “Temos um trabalho técnico do Idam e da Adaf. Parintins já foi uma grande referência na pecuária e trabalhamos para que isso possa voltar”, garantiu.

Wilson Lima citou a Exposição Feira Agropecuária de Parintins (Expopin) em 2019, mas que em 2020 não foi possível, em razão da pandemia. O governador assegurou ajuda para salvar o rebanho de gado de Parintins. “Já determinei ao secretário de produção rural do Amazonas, Petrúcio Júnior, a compra de casquilho de soja e sal mineral para poder atender os pequenos pecuaristas com até 100 cabeças de gado”, frisou.

O chefe do Poder Executivo do Amazonas disse que vai encaminhar um caminhão para a produção agrícola de Parintins, além de outros implementos agrícolas. Wilson Lima enfatizou os financiamentos da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), por meio do crédito solidário ao produtor rural. “Estamos dando apoio a Parintins que é um município significativo no Baixo Amazonas na produção agropecuária”, declarou.

Tião Teixeira agradeceu os incentivos para o setor primário e reconheceu a sensibilidade do governador Wilson Lima em destinar mais investimentos ao produtor rural de Parintins. “O prefeito Bi Garcia nos deu a missão de buscar o apoio do Governo do Amazonas com esse grande volume de investimento do Plano Safra que será fundamental na recuperação da produção agropecuária afetada pela enchente”, explicou.