Pistoleiros da FND são presos pela Força Tática do 11º BPM antes de realizarem ataques contra membros do CV

Segundo a polícia, os envolvidos estavam de posse de uma arma caseira calibre 28, planejando um ataque contra um membro da facção criminosa rival. A disputa seria por briga de território do tráfico.

Parintins (AM) – Policiais Militares da Força Tática do 11° Batalhão realizaram na tarde de Quarta-feira (20) a detenção dos nacionais Francisco Silva Caldeira (29) vulgo “CHIQUINHO”, Genilson Silva Araújo (42) e Leonardo Auzier Ramos (29), por Posse de Arma de Fogo tipo caseira, na Estrada do Macurany, zona oeste do município de Parintins (à 369km de Manaus).

De acordo com os policiais, a guarnição na viatura prefixo – 0557 FORÇA TÁTICA realizava patrulhamento ostensivo na Estrada do Macurany, quando por volta das 18h, avistou 3 indivíduos em duas motocicletas, sendo uma Modelo Lander, cor vermelha, sem placa e uma Fazer 250, cor vermelha e preta, chassi final 5366 e Placa JXM-9883.

Os acusados ao perceberem a aproximação da viatura tentaram empreender fuga se desfazendo de um objeto. Ao serem alcançados os infratores foram detidos e identificados como integrantes da facção criminosa Família do Norte (FDN) e planejavam atacar rivais do Comando Vermelho (CV). A disputa seria por briga de território do tráfico em Parintins.

Durante a ação os infratores foram revistados e nada foi encontrado, porém, ao retornar ao local onde os mesmos haviam se desfeito de um objeto, a equipe verificou que era uma arma de fogo tipo caseira calibre 28. De acordo com o serviço de inteligência do 11º BPM, o trio estaria envolvido na execução de vários desafetos da facção criminosa Comando vermelho, e que, naquele momento estariam pelas ruas à procura de outro alvo.

Delegacia

Os três envolvidos foram encaminhados para a 3ª. Delegacia Interativa de Polícia (DIP), onde foram apresentados juntamente com a arma aprendida. Francisco Silva Caldeira (29) vulgo “CHIQUINHO”, é pistoleiro profissional da FDN e teria participação na execução de Evandro Santos do Vale, vulgo “Lameira”, Vanderlei Pessoa Sarrazin, vulgo “Pimbolho” e Adeilson Valente Barbosa, (37), vulgo “China” morto com tiro na cabeça no dia 15/10/19 por volta das 18h no Porto da vila Amazônia. Os comparsas Genilson Silva Araújo (42) e Leonardo Auzier Ramos (29) fariam parte do grupo, atuando com levantamento de informação e confecção das armas de fogo artesanais.

11º BPM

Comentários
Loading...