Parintins Notícias
Notícias de Parintins

Prefeito David Almeida lança prêmio inédito ‘United Earth Amazônia’ para tornar Manaus referência mundial em sustentabilidade

O prefeito de Manaus, David Almeida, em parceria com o presidente da United Earth, Marcus Nobel, descendente do criador do prêmio Nobel, lançou, nesta segunda-feira, 24/10, aniversário de 353 anos da cidade, o prêmio “United Earth Amazônia”, que tem o principal objetivo de conscientizar a população sobre a importância da sustentabilidade para o bem-estar da humanidade.

“Além de sermos a capital da Amazônia, esse prêmio tem uma relevância muito grande para a nossa cidade, nós temos a certeza do tamanho exponencial desse projeto, e ter o nome da premiação atrelado a Manaus é um reconhecimento e uma força de que nossa luta pela preservação da floresta e do meio ambiente está dando bons frutos, afinal, nosso modelo de desenvolvimento faz com que tenhamos 97% da floresta preservada, e isso é bom não só para Manaus, mas para o Brasil e para o mundo”, explicou o prefeito David Almeida.

O lançamento ocorreu por meio de uma reunião semipresencial, no Centro de Cooperação da Cidade (CCC), com os representantes e organizadores do prêmio.

O objetivo do prêmio é promover, globalmente, o melhor de Manaus, da Amazônia e do Brasil nos segmentos da Arte, Música e iniciativas ambientais, sociais e de governança (ESG), com comprovada relevância e efetividade no suporte à sustentabilidade da floresta e seus habitantes.

O prêmio United Earth Amazônia envolve duas instituições: a United Earth e a LCTM BrandBuilders e tem entre os patrocinadores a empresa Tellescom, grupo com ecossistema completo, integrando manufatura, R&D, logística, software, serviços, soluções inovadoras de transformação digital e projetos socioambientais. A ideia é tornar o prêmio United Earth Amazônia uma referência, tal qual o prêmio Nobel, para conscientizar a população a mudar hábitos e atitudes para contribuir com a preservação do planeta.

Marcus Nobel esteve presente de maneira virtual na reunião e comentou a respeito do processo de criação do prêmio. “Esse prêmio está completamente alinhado com o prêmio Nobel, que já conhecemos, que se trata de trazer pessoas, reunir as pessoas e resolver problemas. Reforço que não é um evento político, mas vai envolver a música, a arte, eventos sociais, humanitários e espirituais, todos em prol da ‘mãe natureza’ e da celebração da vida, que é isso que nos faz humanos, e é importante para que possa trazer um novo momento para Manaus, tempo”, explicou Nobel.

Após o lançamento, os organizadores pretendem realizar uma cerimônia anual no Brasil, em Manaus, e a partir do próximo ano levar a iniciativa para outras cidades do mundo, de forma que se torne um prêmio global com características de cada localidade.

Para essa primeira edição, a premiação está prevista para acontecer no dia 27 de março de 2023, no Teatro Amazonas, no centro da cidade.

Seleção

O prêmio nas categorias de Arte e Música será classificado pela sua contribuição pública para a conscientização, poder de unificação e relevância em torno da causa da sustentabilidade socioambiental. Já os prêmios de ESG serão selecionados por meio de levantamento com as comunidades da Amazônia, de projetos que comprovadamente tenham demonstrado relevância para conservação da floresta, seus recursos e biodiversidade, e a saúde, bem-estar e subsistência de seus habitantes.

Premiação

Os classificados no prêmio United Earth Amazônia receberão um troféu no formato de uma esfera com seis lados, relacionados com os valores da United Earth, cada um deles representando o homem com seus braços, conectando com a fauna, flora, ar, água, recursos naturais, e com toda a humanidade, integrados e entrelaçados em uma única peça.

— — —

Texto – Maryane Maia / Semcom

Foto – Antônio Pereira / Semcom e Dhyeizo Lemos/Semcom

-publicidade-