Presidente da CMP solicita Audiência Pública para aclamar Associação de Zootecnistas e sugere manifesto público em prol a muro de arrimo

vereador Telo Pinto (PSDB)

Audiência Pública para aclamar a Associação dos(as) Zootecnistas do Estado do Amazonas. Esta propositura à Mesa Diretora foi feita pelo presidente da Casa Legislativa, vereador Telo Pinto (PSDB), na sessão plenária desta segunda-feira (04/11). A solicitação atende o pedido do Curso de Zootecnia da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), por meio da Coordenadora do Curso, sra. Soraya Farias de Andrade Freitas.

Na ocasião, Estatuto, primeira Diretoria Executiva e primeiro Conselho Fiscal serão também aclamados. O evento foi marcado para o oitavo dia deste mês de dezembro e visa ainda visa reconhecer o trabalho da UFAM, assim como outras universidades e institutos, na formação desses profissionais.

Aos familiares de Tainara Fernandes Araújo Virgílio, o parlamentar direcionou Moção de Pesar como forma de prestar uma última homenagem. Tainara foi colega do curso de Administração do vereador. Ela fazia tratamento de saúde na cidade de Cascavel estado do Paraná, onde faleceu no dia 02 de novembro.

Outra pauta do parlamentar foi referente ao muro de arrimo. O legislador evidenciou a luta do prefeito Bi Garcia (PSDB) em busca de recursos para manutenção e a reconstrução da estrutura para conter o desbarrancamento de terras na orla da cidade.

Telo relatou que acompanhou o gestor público municipal em viagem à Brasília, onde percorreram juntos o Congresso Nacional em busca de apoio dos parlamentares para alocar recursos para uma ação imediata, visto que a situação do local já é decretada como emergência Municipal, Estadual e Federal. Deputados, senadores e até ministros foram contatados. Eles ficaram de fazer um levante, porém, não aconteceu.

“O município de Parintins, sozinho, não tem envergadura financeira para este trabalho”, declarou. O parlamentar sugeriu manifesto público em prol à causa. A ideia do levante social é conquistar investimentos tanto do governo do Estado como Federal mediante a o estado crítico do local que requer ação emergencial.

Texto: Clely Ferreira – Assessoria de Imprensa da Câmara / Foto: Simone Brandão

Comentários
Loading...