Parintins Notícias
Notícias de Parintins

Professor da UEA lança álbum ‘José Maurício Nunes Garcia (1767-1830) Integral para tecla e canto’

Obra conta com 41 faixas gravadas no Pianoforte “Grandpiano Muzio Clementi”

O professor da Escola Superior de Artes e Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (Esat/UEA), Mário Trilha, participou da elaboração de um CD voltado para a disseminação do Método de Pianoforte, por meio do trabalho do Padre Nunes Garcia. O álbum, intitulado “José Maurício Nunes Garcia (1767-1830) Integral para tecla e canto”, abrange uma peça para piano, sete solfejos, três modinhas para canto, acompanhamento e Método de Pianoforte.

Gravado no Palácio de Queluz, em Portugal, o álbum teve, além de Mário Trilha, responsável pela execução do pianoforte, a participação do professor de Canto da Universidade Federal do Rio Janeiro (UFRJ), Alberto Pacheco, que atuou como tenor. A gravação, edição e masterização foram financiadas pelo Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (Cesem). Já a parte gráfica do disco, como capa, cobertura e livreto, foi elaborada pela Editora UEA.

O trabalho comporta duas séries com 12 lições cada uma, do Método de Pianoforte, seis Fantasias e uma peça para piano. Segundo o professor Mário, o Método é o primeiro para teclado, composto no Brasil, de que se tem registro. O álbum oferece, como bônus, três deliciosas modinhas, interpretadas pelo tenor Alberto Pacheco, que também vocaliza os sete solfejos.

Mário Trilha, que também é professor no Programa de Pós-Graduação em Letras e Artes (PPGLA/UEA), acredita que as gravações contribuem com a capacitação dos bacharéis em Música por inspirar trabalhos de investigação e performance na graduação e pós-graduação. O professor conta que algumas das peças já tinham sido gravadas, e que as lições e fantasias do método já foram registradas em piano moderno, mas nenhuma integral da obra para tecla e canto havia sido feita até então.

“Como sou membro do Cesem (Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical, de Portugal), submeti a proposta da gravação em Queluz, utilizando o pianoforte (piano histórico) feito por Muzio Clementi, em Londres. Pessoalmente, estou muito contente e orgulhoso pelo trabalho realizado. A parte técnica e artística da gravação estão excelentes. O lançamento ainda é recente, mas tenho recebido retornos muito positivos, como a crítica do Ricardo Tacuchian e a escolha do Instituto do Piano Brasileiro para a divulgação do CD no canal deles no YouTube, com a montagem do manuscrito e música”, assinalou.

Ao tecer uma crítica opinativa sobre o álbum, o compositor, professor emérito da UFRJ e membro da Academia Brasileira de Música, Ricardo Tacuchian, afirma que a interpretação que o professor Mário dá às obras é vigorosa e mostra que, apesar de ter sido escrita com objetivo didático, pode participar do repertório de qualquer pianista moderno. O músico destaca ainda que o padre Nunes Garcia é considerado o maior músico sacro brasileiro e grande compositor do nascente Classicismo musical brasileiro.

“Enfim, trata-se não só de uma preciosidade histórica, produzida por dois autorizados especialistas, mas um programa para ser ouvido com o maior prazer estético, e merecedor de fazer parte de programas de recitalistas modernos do teclado. Além do mais, trata-se do alvorecer de uma música brasileira, feita por um artista atento a tudo que acontecia na vida musical de sua época, embora nunca tenha saído do Rio de Janeiro”, apontou Ricardo, referindo-se a Nunes Garcia.

O álbum está disponível on-line no Youtube, com acesso pelo endereço https://www.youtube.com/channel/UCY1qK5hoGxPOYbMG3qy7meQ, e nas plataformas de streaming, como Spotify e iTunes. Em breve, o CD físico será distribuído pela Tratore Distribuição, pelo link https://tratore.com.br/um_artista.php?id=16232.

FOTO: Divulgação/UEA

você pode gostar também
Comentários
Loading...