Sejusc doa 150 cestas básicas para a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

Alimentos serão repassados a artistas e técnicos da cadeia produtiva cultural

Para amenizar os impactos causados pela pandemia de Covid-19 na classe artística local, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) repassou, na manhã deste sábado (20/02), 150 cestas básicas para a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. Os produtos vão ser doados para artistas e técnicos da cadeia produtiva da cultura.

De acordo com a secretária titular da Sejusc, Mirtes Salles, as doações são uma resposta à solicitação da Comissão de Cultura e Economia Criativa da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

“Essas doações buscam atender as necessidades dos artistas amazonenses que estão, neste momento, com dificuldades. Não só os artistas, mas as pessoas que estão por trás, músicos, técnicos, produtores, e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa está buscando esse apoio para amparar essas pessoas. Esperamos que essas cestas possam ajudar essas famílias”, afirmou.

O secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, destacou que as doações são essenciais para auxiliar a classe, parada há quase um ano.

“Desde o registro do primeiro caso de Covid no estado, os trabalhadores da cultura precisaram parar, visto que as atividades artísticas e culturais dependem, em sua maioria, da presença do público, de plateia”, comentou.

O secretário Marcos Apolo também ressaltou a parceria com a Sejusc para assistir os grupos que mais necessitam de atenção.

“Essa parceria com a Sejusc, por meio da secretária Mirtes Sales, é muito importante e essencial para que possamos ajudar os artistas, técnicos, produtores e demais profissionais que fazem parte da cadeia produtiva da cultura e economia criativa que estão em situação de vulnerabilidade”, pontuou.

FOTO: Eduardo Santos/Sejusc