Sejusc encerra campanha Junho Violeta com ação de conscientização no Cipdi

Iniciativa ocorreu na manhã desta segunda-feira (28/06)

Concluindo as atividades da campanha Junho Violeta, mês dedicado à conscientização do combate à violência contra a pessoa idosa, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), realizou na manhã desta segunda-feira (28/06), uma ação de conscientização no Centro Integrado de Proteção e Defesa da Pessoa Idosa (Cipdi), na rua do Comércio, s/nº, Parque Dez, anexo à DECCI, zona centro-sul de Manaus.

Realizado pela Secretaria Executiva Adjunta de Direitos da Pessoa Idosa da Sejusc, a ação contou com serviços de corte de cabelo; atendimento para a emissão de credencial de estacionamento, com equipes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU); cadastramento para microcrédito em parceria com a Agência de Fomento do Estado Amazonas (Afeam); e orientações para cadastro no CadÚnico por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc).

Além disso, a ação contou com vacinação contra Influenza (gripe), aferição de pressão arterial e teste de glicemia. Esses serviços foram realizados em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio da Policlínica Castelo Branco.

De acordo com a secretária Mirtes Salles, titular da Sejusc, o Governo do Amazonas busca combater diariamente a violência contra a pessoa idosa, ampliando os serviços de proteção para essa parcela da população.

“No Amazonas, temos cerca de 390 mil idosos, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios [PNAD], e nós precisamos reforçar os mecanismos de proteção a essas pessoas. Por isso, o Governo do Amazonas se preocupa em criar políticas públicas destinadas a eles”, disse a gestora.

A secretária executiva adjunta dos Direitos da Pessoa Idosa da Sejusc, Luciana Andrade, destacou que a pandemia acarretou em um aumento significativo no número de registros de violência contra idosos em todo o país.

“O mês foi recheado de ações do Governo do Amazonas, por meio da Sejusc. Por conta da pandemia, observamos que os números de denúncias de violações de direitos dos idosos cresceram exponencialmente chegando a dobrar, do ano de 2019 para o ano de 2020. A meta da nossa ação é valorizar a pessoa idosa e, ao mesmo tempo, difundir a consciência contra essa violência, que pode ser física, financeira, negligência, abandono, entre outras”, afirmou.

Beneficiado – O aposentado Antônio Nunes de Queiroz, de 74 anos, participou pela primeira vez de uma ação do Cipdi e relatou sua experiência: “Estava indo para uma consulta aqui perto, me ofereceram e acabei aproveitando essa programação, não esperava e achei ótimo. Aproveitei o café da manhã e cortei o cabelo, gostei muito, muito mesmo”, relata.

 

FOTO: Raine Luiz / Sejusc