Sem presença de público e respeitando protocolos de segurança, bumbás apresentam Live Parintins 2021

No dia em que Parintins recebeu a mobilização Vacina Amazonas, em que mais de 5 mil pessoas foram vacinadas contra a Covid-19, Caprichoso e Garantido entraram na arena do Centro Cultural de Parintins – Bumbódromo ainda sem a participação dos torcedores nas arquibancadas, mas com as esperanças renovadas para um possível retorno do Festival Folclórico no próximo ano.

Com todos os participantes testados para Covid-19, os bumbás mantiveram a tradição de brincar de boi no último final de semana de junho, apresentando a Live Parintins 2021 na noite deste sábado (26/06), respeitando medidas como uso de máscara, distanciamento social, aferição de temperatura e higienização das mãos com álcool em gel.

“Graças ao empenho do Governo do Amazonas, nosso governador Wilson Lima, que esteve aqui em Parintins, fazendo uma série de entregas, nós estamos conseguindo realizar hoje essa live, cumprindo todos os protocolos de segurança. Todas as pessoas estão devidamente testadas e identificadas. Ou seja, temos um ambiente 100% seguro, com ninguém com Covid”, ressaltou o titular da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz.

A Live Parintins 2021 cumpriu a missão principal de aquecer a economia do município e gerar renda para trabalhadores dos bumbás que vivem do Festival – que não aconteceu pelo segundo ano consecutivo, em razão da pandemia de Covid-19. A festa, realizada há mais de 50 anos, é o principal motor da economia parintinense.

“A cidade vai recebendo esse apoio nesse momento tão difícil, em que as restrições nos impedem de movimentar a economia da cultura como habitualmente se faz nesse período do ano”, concluiu o secretário.

Além do Governo do Amazonas, as apresentações tiveram o apoio da Coca-Cola Brasil, que tem contribuído com os eventos culturais do Estado.

A segurança em Parintins foi reforçada com efetivo de 140 militares desde a última segunda-feira (21/06), principalmente no entorno do Bumbódromo.

“Usamos cooperações também aqui no Bumbódromo e na cidade de Parintins como um todo. Fizemos um acordo para informar à população que não viesse para a live e nem para o ensaio, porque o decreto ainda está em vigor e a pandemia não acabou”, observou o comandante do Policiamento do Interior da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), tenente-coronel Carliomar Brandão.

Espetáculo – O Caprichoso, primeiro boi a se apresentar neste sábado, levou para a arena “Cultura que Resiste”, afirmando que, em tempos de pandemia, quando os palcos esvaziaram, bailarinos ficaram sem dança e músicos ficaram sem som, o povo Caprichoso resistiu.

Um dos pontos altos da apresentação foi o “Ritual de Transcendência Yanomami: Terra Livre aos Povos Originários”. O momento foi um manifesto contra a devastação da Amazônia.

O Garantido apresentou a temática “Eu amo Parintins”, apostando em uma live compacta, voltada à identidade da Baixa do São José e ao princípio universal da solidariedade. O objetivo do Boi do Povão foi promover um espetáculo folclórico e emocionante.

O bumbá apresentou 15 módulos alegóricos, duas tribos, dois tuxauas, lamparineiros, batucada, vaqueirada e bailado corrido.

FOTO: Bruno Zanardo/Secom e Michael Dantas