Parintins Notícias
Notícias de Parintins

Servidores da UGPE realizam treinamento com drone para implantação de metodologia BIM na execução de projetos e obras

A captura da realidade com o uso de drone traz celeridade e precisão no levantamento de dados e na elaboração de estudos e projetos

Progredindo com a implantação da metodologia Building Information Modeling (BIM), na Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), servidores da unidade participaram nesta semana, de um treinamento de operação de drone para captação de realidade que auxiliará a execução e gestão de seus projetos.

A UGPE é o órgão que executa, fiscaliza e acompanha projetos como o Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) e o Programa de Saneamento Integrado de Maués (ProsaiMaués).

Atualmente, a implementação da metodologia BIM na UGPE se encontra na fase de desenvolvimento da Base de Projetos e no desenvolvimento de seu Projeto-Piloto. Em paralelo, ocorrem treinamentos com os servidores, inseridos na implementação da metodologia, como o treinamento desta semana para captação de realidade com drone.

O treinamento de captura de realidade realizado nos dias 11 e 12, é a continuação do treinamento iniciado no ano passado e que foi paralisado devido à nova onda de Covid-19. No treinamento, os servidores tiveram a parte teórica, envolvendo a legislação, o estudo dos equipamentos e criação do plano de voo, além da parte prática com a montagem do drone e realização da parte prática com o voo teste.

A finalidade da implantação da metodologia de gerenciamento BIM é de aprimorar as práticas de gestão, economizar, aumentar a produtividade e a qualidade dos projetos executados.

A captura de realidade vai fornecer dados para todas as subcoordenadorias da UGPE, envolvidas no desenvolvimento de programas como o Prosamim e o Prosaimaués. As imagens tridimensionais da área de intervenção facilitarão o levantamento de diagnósticos, o acompanhamento e monitoramento das obras, além de servir como registro para o antes, durante e após as intervenções realizadas pela unidade. O Trabalho de captação de realidade também oportuniza projetos mais precisos, contribuindo para tomadas de decisões mais viáveis e desenvolvimento de soluções mais econômicas.

A tecnologia de captação de realidade ainda auxiliará em diversas áreas dos projetos da unidade, como a criação dos sistemas de drenagem e de sistemas de esgotamento sanitário, desenvolvimento de planejamento urbano, entre outros.

O arquiteto do setor de Planejamento da UGPE, Cristiano Almeida, afirma que a captura da realidade dentro do uso proposto pelo BIM vai possibilitar criar simulações tridimensionais em ambiente virtual, facilitando a resolução de possíveis dificuldades que possam vir a ser enfrentadas na execução do projeto.

“Com o uso da realidade virtual e a metodologia BIM, nós conseguimos realizar levantamentos de forma muito mais célere e mais precisa, do que se fôssemos utilizar os métodos convencionais”, afirmou o arquiteto Cristiano.

FOTO: Tiago Corrêa / UGPE

você pode gostar também
Comentários
Loading...