SES-AM inicia oficinas temáticas de construção de metas e indicadores da Saúde para 2021

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) iniciou, nesta terça-feira (06/04), a realização de oficinas virtuais de pactuação interfederativa de metas e indicadores da Saúde do Amazonas para 2021. A atividade envolve gestores da saúde, representantes e técnicos de áreas estratégicas dos 62 municípios do estado, com o apoio da empresa Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam).

A ação tem a finalidade de estabelecer os 22 indicadores, que estão relacionados com as prioridades nacionais em saúde, da Pactuação Interfederativa (Estados e Municípios) 2017-2021 resultando em um acordo firmado entre os representantes dos três entes federados.

O secretário de Estado de Saúde, Marcellus Campêlo, ressaltou que a oficina de pactuação fortalece o elo entre a SES-AM e as secretarias municipais de saúde e, consequentemente, o trabalho em rede e o planejamento direcionado para o alcance dos mesmos indicadores e metas.

“Temos metas desafiadoras na saúde materna e precisamos trabalhar para alcançar metas e derrubar estigmas históricos de algumas patologias. Precisamos avançar e ser mais ousados nas metas. Temos muitos desafios em rede, e a SES-AM está à disposição para apoiar as secretarias municipais e trabalhar de mãos dadas com a vigilância em saúde”, declarou o secretário.

Para o secretário executivo de assistência do interior da SES-AM, Cássio Espírito Santo, as oficinas permitem discutir as propostas de metas municipais/regionais para 2021, esclarecer dúvidas e alavancar tais indicadores.

“As oficinas são a oportunidade para traçar metas factíveis para que possamos atingir as nossas propostas. Sem o monitoramento, a avaliação, os indicadores e metas da saúde não chegaremos a lugar algum”, afirmou Cássio.

O presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM), Franmartony Firmo, enfatizou que a pactuação é um processo de construção de metas de acordo com as necessidades dos municípios, visando o aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Programação – A SES-AM estará promovendo, até a sexta-feira (09/04), oficinas virtuais dentro das temáticas: Atenção Primária à Saúde, realizada nesta terça-feira; Linha de Cuidado Materno e Infantil, Saúde da Mulher e da Criança; Atenção às Condições Crônicas e Psicossocial; e Vigilância em Saúde.

O Departamento de Planejamento e Gestão (Deplan) da SES-AM apresentou, nesta terça-feira, a análise dos resultados da pactuação de 2020, com o desempenho por município, e orientou a pactuação de metas e indicadores interfederativos para 2021.

“Prioriza o monitoramento de determinados aspectos da saúde em âmbito nacional, de modo a retratar a realidade e também fomentar a alteração da situação de saúde nos estados e municípios. As metas pactuadas devem ser registradas no sistema informatizado disponibilizado pelo Ministério da Saúde”, explicou a chefe do Deplan, Radija Lopes.

Processo – Os municípios irão se reunir na Comissão Intergestores Regional (CIR) para discutir e pactuar as metas municipais e regionais, observadas as especificidades locais. A pactuação estadual deve ter como base as pactuações municipal e regional e ser discutida na Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e no Colegiado de Gestão da Saúde do Distrito Federal.

FOTO: Rodrigo Santos/SES-AM