The news is by your side.

Sistema de ouvidorias chega a nove municípios do Amazonas

Sistema de ouvidorias chega a nove municípios do Amazonas.

Representantes de nove municípios do Amazonas receberam instruções sobre o manuseio do Sistema de Ouvidorias do Estado (e-OUV) por meio de videoconferência. O treinamento foi oferecido pela Controladoria-Geral do Estado através da Subcontroladoria-Geral de Ouvidoria. A transmissão ocorreu pelo Centro de Mídias de Educação (Cemeam) da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino do Amazonas (Seduc).

Participaram da transmissão, representantes dos municípios de Apuí, Manacapuru, Boca do Acre, Parintins, Tefé, Urucurituba, Beruri, Coari e Tapauá. Durante a videoconferência os servidores conheceram as funcionalidades do e-OUV e receberam instruções de como fazer o registro das manifestações, de que forma tratar as demandas cadastradas pelo cidadão no sistema, assim como os prazos para respostas.

Para a controladora-geral do Estado, Seilani Almendros, chegar aos municípios é um avanço nas atividades de ouvidoria e o passo inicial para a descentralização dos serviços de atendimento ao cidadão que necessita recorrer ao poder público Estadual para pleitear direitos. “Poder chegar às cidades mais distantes é um avanço no serviço de ouvidoria. Esse foi o segundo treinamento com o saldo de nove municípios treinados e aptos ao manuseio do e-OUV. O sistema nos possibilita coletar dados estratégicos utilizados para a melhoria dos serviços prestados pelo Governo do Estado”, destacou a controladora.

De acordo com o controlador-geral do município de Coari, Diego Guimarães da Silva, o acesso a um sistema gratuito que permite ao município conhecer as problemáticas enfrentadas pelo cidadão no dia a dia, contribui para a efetivação dos direitos sociais através das políticas públicas. “A proposta da CGE em descentralizar os serviços de ouvidoria é positiva. Trata-se do acesso a uma ferramenta gratuita que permite ao gestor atender ao cidadão e desenvolver trabalhos nas áreas social e de políticas públicas. A ferramenta permite ao órgão ser eficaz, eficiente e também efetivo na resolução das problemáticas da cidade e ao final, todo o Estado cresce”, avaliou.

FOTOS: DIVULGAÇÃO/CGE

você pode gostar também
Comentários
carregando...