Parintins Notícias

Parintins Notícias
Facebook
Twitter
WhatsApp

Visando conscientizar a sociedade sobre os malefícios do consumo do tabaco, todo dia 31 de maio é celebrado o Dia Mundial Sem Tabaco. A cardiologista da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), Dra. Giselle Bezerra esclarece as consequências do tabagismo no coração e em outras doenças cardiovasculares.

“O tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo. O cigarro além de causar câncer, principalmente, de pulmão, também afeta o coração. Sabe-se que o cigarro tem mais de 4.700 substâncias tóxicas, entre elas a nicotina que, além de gerar dependência, acelera os batimentos cardíacos, aumentando os riscos de morte súbita”, esclarece a Dra. Giselle.

A data foi instituída em 1987, pela Organização Mundial de Saúde e, desde então, governos, organizações de saúde e alguns projetos de campanha contra o maleficio se unem para destacar os impactos negativos do tabagismo em todo o mundo.

Sendo um dos principais fatores de risco de doenças cardiovasculares, causando danos significativos ao coração e aos vasos sanguíneos. Para destacar o maleficio dessa pratica a especialista em cardiologia fornece orientações valiosas do assunto para evitar o vício do fumo.

“Manter bons hábitos como praticar atividades físicas regulares, ter uma alimentação saudável. Ter uma boa qualidade de sono, buscar momentos de lazer dentro de sua realidade e ficar longe de tudo que possa causar vícios como; bebidas alcoólicas em excesso, cigarro, drogas, etc.”, destaca a cardiologista.

Além de ser totalmente prejudicial à saúde, o tabagismo tem uma ampla gama de possíveis doença que ele pode causar, como doenças respiratórias, câncer de pulmão, laringe, esôfago entre outros. O consumo do produto pode causar também vários problemas respiratórios.

Benefícios de sem tabaco

Parar de fumar traz uma série de benefícios a saúde significativos para a saúde em geral, principalmente para a saúde cardiovascular. A Dra. Giselle comenta sobre os principais resultados.

“Ao parar de fumar já se observam benefícios logo nos primeiros 20 minutos, com a normalização da pressão sanguínea e a pulsação. Após 2 horas a nicotina para de circular no sangue, melhora dos níveis de oxigênio e na atividade respiratória após 8h e após 1 ano, reduz-se pela metade o risco de morte”. Ressalta a especialista.

Como se livrar do tabagismo

A prática do tabagismo é considerada um vício poderoso e muito complexo, resultado da dependência física e psicológica da nicotina, uma substancia altamente perigosa, encontrada no produto do tabaco. A cardiologista destaca pontos para o paciente que tenta escapar do vício.

“Parar de fumar não é uma tarefa fácil. Primeiro o paciente precisará passar por uma equipe multidisciplinar, que incluem pneumologistas, cardiologistas, nutricionistas, psicólogos e psiquiatras. Profissionais qualificados irão ajudar nesse processo, por meio de terapia e medicações específicas”, finaliza a cardiologista.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) o tabaco é uma das maiores ameaças à saúde pública que o mundo enfrenta, sendo responsável pela morte de mais 8 milhões de pessoas por ano no mundo.

FOTO: Douglas Santos/SES-AM

Relacionados