Maria Clizomar Mattos da Costa
Foto: Divulgação

Maria Clizomar Mattos da Costa, 58, foi localizada trabalhando em um posto de saúde do município.

A técnica de enfermagem Maria Clizomar Mattos da Costa, 58, foi presa nesta quarta-feira (21) por policiais civis de Parintins, interior do Amazonas, por ter sido condenada pelo crime de aborto, previsto no artigo 125 do Código Penal Brasileiro. Em 2010, ela possuía uma clínica clandestina de abortos em sua residência, na rua Begonha, conjunto João Novo, e por isso foi denunciada e condenada.

A decisão definitiva sobre o mandado de prisão preventiva foi deferido e expedido hoje pelo juiz Lucas Couto Bezerra, da 1ª Vara da Comarca de Parintins, que aplicou a pena de oito anos de reclusão, em regime inicial fechado. A técnica de enfermagem recorria pelo crime em liberdade. Segundo o investigador da unidade, José Maria, a técnica foi localizada trabalhando normalmente no Posto de Saúde Katiahala, na rua Fausto Bulcão, no bairro São Vicente.

De acordo com as investigações, a técnica de enfermagem fazia diversos procedimentos de aborto na sua clínica clandestina, mas jamais havia sido denunciada. No entanto, em 2010, uma jovem de 16 anos registrou uma denúncia contra a técnica, dando início a uma investigação. Segundo a Polícia Civil de Parintins, naquele ano foi realizado mandado de busca e apreensão na casa da agente de saúde e no imóvel foram encontrados diversos aparelhos hospitalares usados nos abortos.

Na época, a técnica de enfermagem soube da ação policial e fugiu antes de ser presa em flagrante dentro do imóvel. Ela recorria em liberdade, mas, por conta da decisão definitiva, será encaminhada para o presídio da cidade, onde deve ficar à disposição da Justiça.

Fonte: Acrítica.com

Comentários