Parintins Notícias
Notícias de Parintins

Virada Ambiental vai recuperar biodiversidade na Lagoa da Francesa com plantio de 600 mudas nativas

 

Parintins aderiu ao projeto Virada Ambiental que mobilizará os municípios de todo país no dia 22 de novembro para o plantio de espécies vegetais nativas, visando resgatar a biodiversidade e recuperar ecossistemas. A Lagoa da Francesa, uma das áreas do plano municipal de recuperação de áreas degradadas, será o foco principal do projeto e vai receber, em toda sua orla e entorno, 600 mudas de espécies de igapó.

A ação é uma parceria da Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Sedema), o Movimento Ambiental Todos pela Lagoa da Francesa e apoio do IFAM.

Mudas de mungubeira, catauari, mari-mari, taperebá, samaumeira e outras espécies que se adaptam a áreas alagadas estão sendo preparadas para a ação.

O subsecretário da Sedema, Alzenilson Aquino, visitou a área e conversou com os integrantes do Movimento Ambiental, o professor Ivamilton Araújo e coordenador Rodolfo Vargas. Só neste período, os moradores já recolheram em torno de 300 sacos de resíduos da lagoa.

A vazante expõe a grande quantidade de resíduos sólidos no leito da Francesa, além do processo de assoreamento que aumenta a cada ano. Na enchente é visível o lançamento indevido de resíduos líquidos de diferentes fontes que ocasionam poluição do meio ambiente. “Estamos trabalhando um plano de recuperação da área degradada, limpeza, redes para conter e diminuir o impacto de resíduos como sacolas e garrafas pet, evitando que se espalhem na lagoa”, explicou Alzenilson.

Ele considera importante a execução do trabalho em parceira com a comunidade. “A ação é construída com participação da comunidade, envolvendo os moradores e nos colocando à disposição para trabalhar de maneira conjunta e assim obter um resultado positivo”, reitera o subsecretário.

O professor Ivamilton Araújo reforça a importância do poder público voltar seu olhar para a Francesa. “É importante a estratégia de fazer a recuperação da orla, a drenagem do córrego e o plantio de árvores. O resultado que essas plantas podem trazer para a lagoa é positivo. O plantio de árvores diminui o impacto das chuvas sobre as encostas, reduz o assoreamento do córrego onde a água faz descolamento, traz harmonia, sombra e reduz a temperatura”, enumerou.

Ele parabenizou a Prefeitura pela iniciativa de mobilização social que sensibiliza a comunidade em relação à importância da preservação da lagoa e o plantio de mudas nativas para a conservação da biodiversidade.

Fotos: Peta Cid

você pode gostar também
Comentários
Loading...