Parintins Notícias

A estudante selecionada e o professor orientador passarão uma semana em atividade no Senado Federal

A etapa estadual do programa Jovem Senador 2024 chegou ao fim com a vitória de Suanny Silva de Almeida, aluna da 2ª série do Ensino Médio, da Escola Estadual (EE) Profª Ruth Prestes Gonçalves, localizada na zona norte de Manaus. A jovem se classificou para a etapa nacional, que ocorre em agosto. Na ocasião, 27 estudantes da rede pública de todo o país passarão uma semana em Brasília, em atividade no Senado Federal.

O programa é uma iniciativa do Senado Federal, em parceria com o Ministério de Educação (MEC) e o Conselho de Secretários de Estado de Educação (Consed). Nesta 15ª Edição, com o tema “Os 200 anos do Senado e os Desafios para o Futuro da Democracia”, os alunos foram avaliados a partir da produção de uma redação nos moldes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Para a aluna vencedora, Suanny Silva de Almeida, a conquista representa um reconhecimento de seus esforços e serve como incentivo para que outros jovens também busquem participar de programas como o Jovem Senador.

“Estou muito feliz pela oportunidade e espero que essa vitória que eu tive possa abrir portas para outros alunos saberem que podem chegar no mesmo lugar que eu, que podem representar o estado, principalmente o nosso, que vem sendo invisibilizado pelo próprio país”, disse.

A redação da estudante ficou entre as dez melhores classificadas no estado e foi selecionada por avaliadores especialistas da Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar. Outras nove alunas receberam certificado de participação: Ana Beatriz Pinheiro Dantas, Ana Vitória Cruz de Souza, Gabrielly Silva dos Santos, Giovanna Karen Lira de Souza, Jhulie Nunes Figueiredo, Lohane Souza Ribeiro, Marcela Geovana Silva da Costa, Maria Luisa Castro de Andrade e Talita Claudino Sousa.

De acordo com o coordenador do programa na Secretaria de Educação, Antônio Menezes, a oportunidade de fazer uma imersão na rotina do Senado Federal é única e incentiva os alunos a serem cidadãos melhores.

“O Jovem Senador é muito importante para o aluno melhorar no sentido da democracia, porque é um programa que incentiva o estudante a ser um cidadão melhor. Quando ele vai a Brasília, ele vai ver como esse processo se desenvolve lá dentro e conhecer todo o processo de avaliação, de coordenação, com os próprios senadores”, afirmou.

Este ano, o programa contou com 102 alunos inscritos da rede estadual do Amazonas, número que representa um aumento de 79% no interesse dos estudantes em participar da iniciativa. Em 2023, foram 67 inscritos.

Segundo o orientador da aluna selecionada, professor José Carlos Tuma, que também irá a Brasília, o programa estimula os estudantes a darem mais atenção para a escrita, se preocupando com a produção de textos e redações.

“Para o aluno do Ensino Médio, que está iniciando ou que está finalizando, sem sombra de dúvidas, é essencial apreender mais redação, mais sobre o texto dissertativo-argumentativo, porque ele é importante para o vestibular, é importante para a vida e é importante para o avaliador que irá ler esse texto”, declarou.

Conforme a secretária executiva adjunta da Capital da Secretaria de Educação, Edilene Pinheiro, o acompanhamento dos professores durante as etapas do programa é primordial e motiva os estudantes a acreditarem na própria escrita.

“O programa é fundamental para despertar no aluno esse interesse pela boa escrita. O acompanhamento que os professores fazem ajuda nessa motivação também. Estamos muito felizes de estar entregando o passaporte para a nossa vencedora, que vai conhecer o Senado Federal. Sabemos que isso vai despertar nela algo bem significativo”, avaliou.