Parintins Notícias

Parintins Notícias
Facebook
Twitter
WhatsApp

Amazonas é destaque na publicação “100 lugares incríveis no Brasil”, do jornal Folha de São Paulo, nesta quinta-feira (13/07). A lista de turísticos inclui quatro locais imperdíveis para “turistar” no Amazonas. Parques nacionais, festividades e turismo de aventura foram mencionados no periódico.

O Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), fomenta a promoção turística no estado por meio de programas de incentivo de qualificação, subsídio de geração de energia limpa e apoio técnico. 

Utilizado para auxiliar os leitores na escolha dos melhores destinos para viajar, a Folha seleciona pontos turísticos brasileiros e seus principais atrativos no especial publicado no portal de notícias (https://www1.folha.uol.com.br/folha-topicos/100-lugares-imperdiveis-no-brasil/). 

Parque Nacional do Jaú

O primeiro citado é o Parque Nacional do Jaú, no município de Novo Airão (a 115 quilômetros de Manaus). Com 2,4 milhões de hectares, a área abriga cerca de 400 espécies de plantas.

“A visitação ao segundo maior parque nacional, no coração da Amazônia, acontece a bordo das voadeiras, pequenas embarcações que partem das cidades de Manaus ou Novo Airão e percorrem as águas quentes, escuras e espelhadas dos três rios do parque”, diz a publicação. 

A Folha ainda destaca que a entrada para o parque  é gratuita, mas precisa ser autorizada previamente pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). “Os atrativos incluem praias de água doce (em épocas de seca, de setembro a fevereiro), trilhas aquáticas (em épocas de cheia, entre março e agosto), cachoeiras e as sumaúmas, as maiores e mais antigas árvores da floresta amazônica”, ressaltou o jornal.

Pico mais alto do Brasil 

Voltado ao turismo de aventura, a Folha destacou o ponto mais alto do país. O Pico da Neblina, que fica a três mil metros de altitude, na fronteira entre o Brasil e a Venezuela, é uma experiência inesquecível. Localizada no município de São Gabriel da Cachoeira (a 852 quilômetros de Manaus), a jornada para o Pico da Neblina requer preparo e acompanhamento profissional. 

“As expedições, que duram oito dias na mata fechada e, muitas vezes, alagada. A aventura exige um excelente preparo físico (…), mas os poucos que chegam até o topo relatam um êxtase que eles não veem a hora de reviver”, afirma o periódico. 

O turista que se interessar em expedições futuras deve procurar as empresas operadoras de turismo credenciadas pelo ICMBio. Para conferir as empresas autorizadas a fornecer o serviço, basta enviar um e-mail para [email protected]

Cultura e Encontro das Águas

A capital do Amazonas não ficou de fora da lista e o destaque foi o Encontro das Águas. Um dos passeios mais famosos de Manaus desce o rio Negro até o ponto onde suas águas encontram com as do rio Solimões. 

“As diferentes temperaturas e densidades fazem com que ambos os rios corram lado a lado sem se misturarem por outros 6 quilômetros, formando depois o rio Amazonas, maior do mundo”, define a publicação.

O Jornal finaliza convidando o leitor a conhecer o Festival Folclórico de Parintins, como uma das atrações imperdíveis no Brasil.  “O duelo anual entre os bois Garantido e Caprichoso acontece no Bumbódromo, um estádio para 35 mil pessoas construído especialmente para o evento (…). Em 2018, a festa ganhou o título de patrimônio cultural do Brasil”, relembrou.

As agências cadastradas para realizarem visitas ao destino Amazonas podem ser consultadas no site https://cadastur.turismo.gov.br/ ou podem ser buscadas no chatbot Amazonas to Go, disponível 24h, todos os dias, pelo QR Code https://qrfacil.me/Qqdds6kr ou, ainda, em cartazes espalhados nos principais atrativos turísticos do Amazonas.

Relacionados