Parintins Notícias

O governador Wilson Lima destacou, na quinta-feira (14/12), a aprovação de 257 projetos para o Polo Industrial de Manaus (PIM) em 2023, maior número dos últimos 10 anos, com investimentos de R$ 5,2 bilhões e 8,2 mil novos postos de trabalho na Zona Franca de Manaus (ZFM). O balanço foi apresentado na 305ª reunião do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam), na sede do Governo do Amazonas, zona oeste de Manaus.

De acordo com Wilson Lima, os números positivos refletem a pujança da Zona Franca de Manaus. Ele destacou que o Governo do Estado tem trabalhado para a competitividade do modelo econômico.

“Por parte do Estado, a gente conseguiu a prorrogação do Processo Produtivo Elementar (PPE) por mais seis meses e, nesse período, a gente vai fazer um trabalho de avaliação caso a caso para garantir o que é justo para quem está cumprindo as regras estabelecidas para concessão do incentivo fiscal”, destacou o governador ao se referir ao Projeto de Lei enviado pelo Estado e aprovado pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que prorroga incentivos fiscais estaduais para produtos enquadrados no PPE, que expirariam neste mês.

Wilson Lima também ressaltou o recente avanço para o fortalecimento da economia do estado: “A gente teve uma vitória no Supremo Tribunal Federal que foi o reconhecimento dos benefícios da Zona Franca de Manaus. Isso traz um alento para quem está investindo na Zona Franca”, afirmou.

Indicadores

Durante a reunião do Codam, foram apresentados números da economia do estado, a exemplo de empregos formais em áreas como comércio, indústria e serviço, que chegam a 497,2 mil. Só a Zona Franca tem a média anual de 112 mil empregos, chegando a 113,5 mil em setembro.

O balanço mostrou que o faturamento do Polo Industrial, de janeiro a setembro, foi de U$ 26,1 bilhões, montante 0,93% maior que o mesmo período de 2022, quando acumulava U$ 25,9 bilhões. Entre os principais produtos fabricados estão motocicletas (14%); televisores (12,2%) e celulares (8,7%).

 A composição do faturamento em 2023 é liderada pelo segmento de informática (24,8%), seguido do eletroeletrônico (19,13%) e do setor duas rodas (17,8%).

A arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cresceu 3,34% em relação a 2022. O maior contribuinte foi o comércio (19,55%).

Para o presidente da Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo, o estado termina o ano superando desafios.

“É um investimento muito grande e nós avaliamos, apesar de todas as dificuldades que temos passado, como um ano que foi positivo para o Amazonas de um modo geral. A indústria e o comércio se saíram bem. Agora 2024, pelas perspectivas que nós estamos prevendo, vai ser um ano ainda com certeza melhor”, disse o presidente.

Projetos em destaque

Entre os 257 projetos aprovados durante as reuniões do Codam deste ano, está o da  Yamaha Motor Componentes da Amazônia, que apresentou projeto de atualização com investimento de R$ 101,3 milhões e 86 novos postos de trabalho.

A Cal-Comp também teve destaque com projetos de câmera de vídeo para sistema de segurança, modulador para comunicação de dados por rede óptica e distribuidor de conexões para rede “switch, com investimento de R$ 363 milhões.