Parintins Notícias

O Governo do Amazonas entregou, nesta quinta-feira (08/02), à comunidade escolar de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus) a primeira revitalização, em uma década, do Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Prof.ª Maria Izabel Ferreira Xavier Desterro e Silva. Com a iniciativa, o estado já contabiliza 461 escolas estaduais revitalizadas na gestão Wilson Lima, com investimentos de R$ 125 milhões.

A entrega das obras de revitalização do Ceti de Iranduba foi feita pelo vice-governador do Amazonas, Tadeu de Souza, que esteve no município para realizar a abertura do ano letivo de 2024 da rede estadual de ensino no interior. Este ano, mais de 200,7 mil estudantes estão regularmente matriculados nas 374 escolas sob gestão da Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar fora da capital amazonense.

Durante a cerimônia de abertura, o vice-governador destacou que as novas políticas e investimentos do Governo do Amazonas na área têm refletido diretamente na melhoria do desempenho escolar dos estudantes da rede. Segundo ele, no fim do ano passado, mais de 2,3 mil alunos oriundos do sistema estadual de ensino foram aprovados em universidades públicas.

“Tivemos êxito, em dezembro de 2023, no processo de seleção tanto do SIS como do Sisu, na UEA e na Ufam, mais de 2,3 mil alunos do sistema estadual de educação foram aprovados nesses processos de avaliação. É uma demonstração de que, no Governo Wilson Lima, a educação é prioridade”, frisou o vice-governador.

Novo conceito

Pela primeira vez, desde que foi inaugurado em 2014, o Ceti de Iranduba recebeu intervenções físicas que incluíram serviços de pintura predial interna e externa, recuperação da fachada, troca de piso e rede elétrica, manutenção dos vestiários, da quadra, dos laboratórios de informática e de robótica, o “Espaço Maker”. Já são 83 laboratórios do tipo entregues em todo o estado, contemplando 54 mil alunos.

A partir da ampliação do ensino bilíngue, dos laboratórios de robótica e do ensino tecnológico, a ideia é ressignificar o conceito de escola pública no Amazonas. Na abertura do ano letivo em Manaus, na quarta-feira (07/02), o projeto Edutech foi anunciado pelo governador Wilson Lima para a aprendizagem de programação, pensamento computacional e cultura digital nas unidades.

Estiveram na cerimônia de abertura do ano letivo do interior o prefeito de Iranduba, Augusto Ferraz; o presidente da Câmara Municipal de Iranduba, Kelison Dieb; gestores da prefeitura do local e do Estado, como a coordenadora do Programa de Aceleração do Desenvolvimento da Educação do Amazonas (Padeam), Therezinha Ruiz; além de professores, servidores, alunos e pais.

Reconhecimento

Na ocasião, o vice-governador Tadeu de Souza entregou medalhas de reconhecimento a sete estudantes de Iranduba que foram destaque em vestibulares, olimpíadas e competições nacionais esportivas. Dentre eles, Elias Oliveira, ex-aluno da Escola Estadual (EE) Isaías Vasconcelos, no município, aprovado nas universidades Estadual (UEA) e Federal (Ufam) do Amazonas para os cursos de Engenharia Civil, Elétrica e de Produção.

“Tive muito apoio no colégio, foi muito importante. Tínhamos aulas específicas sobre os assuntos dos vestibulares, com simulados. A educação me transformou e eu realizei o meu sonho de passar na universidade pública. Ainda não decidi qual engenharia cursar, estou em dúvida entre Engenharia Civil e Elétrica”, declarou o jovem de 18 anos.

A secretária estadual de Educação, Arlete Mendonça, salientou que o Estado busca dar as mesmas oportunidades aos estudantes da capital e do interior. “Temos um investimento muito alto na questão das tecnologias, para que o aluno possa aprender fazendo. Nessa abertura do ano letivo, quero dizer que o trabalho é conjunto, com a escola, com a família”, disse.

Mais investimentos

A programação realizada em Iranduba deu continuidade às ações de abertura do ano letivo de 2024, com o início das atividades escolares em todas as 616 escolas da rede, das quais 374 estão no interior e 242, na capital. Atualmente, são mais de 400 mil estudantes regularmente matriculados em todo o estado.

Na cerimônia que abriu o ano letivo em Manaus, o governador Wilson Lima anunciou, entre outras inovações, a ampliação em 33,8% na oferta de ensino bilíngue na rede, por meio da inserção do ensino português-francês no Ceti Elisa Bessa Freire, na zona leste da capital; e do início do Projeto Jovem Bilíngue, com bolsas de estudo para mais de 1 mil alunos do Ensino Médio.

A partir deste ano, os estudantes do 9° ano do Ensino Fundamental, da capital e do interior, contarão com o projeto Edutech, que visa fomentar a educação tecnológica no Amazonas. Serão investidos R$ 30 milhões na aquisição de 36 mil kits de robótica compostos por livros didáticos e itens como placa Arduíno UNO, leds, cabos, protoboard, resistores e sensores.