Parintins Notícias

O restaurante do Programa Prato Cheio, em Tapauá (a 449 quilômetros de Manaus), coordenado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria Estadual de Assistência Social (Seas), em um ano já serviu mais de 70 mil refeições, com atendimento diário de 400 pessoas. Inaugurado no dia 23 de agosto de 2023, o local, que conta com cardápios preparados por nutricionistas, é uma ajuda constante para a população do município.

O programa faz parte da política estadual de combate à fome determinada pelo governador Wilson Lima e tem sido priorizada com a ampliação de programas sociais voltados ao atendimento das pessoas em situação de vulnerabilidade e insegurança alimentar e nutricional.

“Quando eu iniciei o governo eram 7 restaurantes populares no estado do Amazonas e não havia no interior. Hoje são 44 e a gente vai colocar em todos os municípios até 2026”, afirmou Wilson Lima.

A dona de casa Edilane Farias, mãe de dois filhos, vai ao local pelo menos três vezes por semana. Para ela é muito importante ter acesso a uma comida bem preparada e saudável.

“A gente come e fica saciado. E tem ajudado muita gente, porque muitos não têm condições de ter o seu alimento. O governo do Amazonas está de parabéns por essa atitude. É uma comida de qualidade tanto para meus filhos quanto para mim que estou amamentando” disse Edilane.

O Prato Cheio de Tapauá funciona de segunda a sábado, das 11h às 13h, a unidade fica localizada no bairro Manoel Costa. O cardápio no restaurante é diversificado e o preço simbólico, no valor de R$ 1. Elaborado por uma equipe especializada e atende pessoas desempregadas, trabalhadores informais, moradores em situação de rua e outras pessoas que enfrentam dificuldades econômicas.

O matotaxista Erickson Silva frequenta o local diariamente desde que inaugurou. Para ele é a chance de comer uma refeição acessível e nutritiva.

“É muito importante para as pessoas terem uma alimentação saudável, que dê sustento. Eu venho sempre aqui. A alimentação é maravilhosa e os profissionais daqui são excelentes” disse o mototaxista.

Prato Cheio

O programa é dividido em dois serviços: nos restaurantes populares, o almoço é vendido a R$ 1, de segunda a sexta-feira, das 11h às 13h. Nas cozinhas populares, a sopa é gratuita e cada pessoa atendida tem direito a 1 litro de alimento de segunda a sábado, também das 11h às 13h. Os cardápios são preparados por nutricionistas e variam de acordo com o dia da semana.

Atualmente, na capital, o programa tem 18 unidades, sendo 13 restaurantes e 5 cozinhas. No interior são 26 unidades do programa, sendo 17 restaurantes e 9 cozinhas.

No total, o programa já serviu mais de 2,7 milhão de refeições nas 44 unidades de janeiro a agosto de 2023.

FOTO: Alex Pazuello/Secom