Parintins Notícias

O Governo do Amazonas encerrou, nesta quarta-feira (31/05), a campanha “Faça Bonito”, em Parintins (a 369 quilômetros de Manaus), que contou com palestras, caminhada e a iluminação na catedral de Nossa Senhora do Carmo. A ação é coordenada pela Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e reuniu centenas de participantes.

As atividades da Sejusc alcançaram mais de 10 mil crianças e adolescentes das redes públicas estadual e municipal de Manaus, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Manacapuru, Iranduba e Parintins. Nas escolas foram identificados 73 possíveis casos de abuso ou exploração sexual e, após o atendimento pelos técnicos da Sejusc, foram encaminhados aos órgãos da Rede Proteção correspondente.

O encerramento da campanha contou com órgãos da Rede de Proteção da Criança e Adolescente e marca também a continuidade dos trabalhos para intensificar as ações de combate ao abuso e exploração sexual infanto-juvenil durante o 56º Festival Folclórico de Parintins.

A titular da Sejusc, Jussara Pedrosa, desembarcou na cidade para participar das ações. “Nós estamos aqui em Parintins, encerrando a campanha Faça Bonito. Vale ressaltar que a campanha termina agora no mês de maio, mas esse trabalho é feito todos os dias pela Sejusc. É muito importante o combate à exploração e o abuso de crianças e adolescentes”, destacou a secretária.

Desde a última segunda-feira (29/05), uma equipe de técnicos está na cidade levando palestras para escolas e reforçando as atividades orientativas sobre exploração e abuso sexual.

A secretária municipal de Assistência Social, Zeila Cardoso, falou da importância de Parintins receber o encerramento.

“A ação é contínua, a rede de proteção é vivenciada de janeiro a janeiro no nosso município, mas neste mês nós deixamos a mensagem para toda a população e visitante que a nossa cultura, o nosso festival não pode ser associado a nenhuma forma de crime contra a criança e ao adolescente”, disse a representante do executivo municipal.

As atividades da Ilha Tupinambarana contaram com a presença do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que é parceira do Governo do Amazonas e capacitou profissionais de todos os órgãos que irão atuar no festival.

“Temos indícios de que isso tem acontecido de uma maneira intensa no festival, então decidimos começar um grande trabalho aqui, que começou em Manaus, treinando colegas que virão pra cá. E, ao mesmo tempo, treinando colegas para que todos possamos juntos tentar diminuir essa possibilidade de acontecer abuso e exploração sexual durante o festival”, explicou Débora Nandja, representante do Unicef em Manaus.

Atividades em maio

O Faça Bonito teve sua abertura no dia 2 de maio, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil no Amazonas (OAB-AM) e a iluminação do Teatro Amazonas. Em parcerias com as prefeituras de Manacapuru, Iranduba, Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo e Parintins, a secretaria levou atividades sobre o tema a escolas da rede municipal e estadual de ensino.

A Sejusc apoiou, ainda, as atividades da Secretaria da Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) na Operação Caminhos Seguros, para reprimir a exploração sexual infantil e de adolescentes.

No dia 18 de maio, órgãos do Governo do Estado integraram o Ato Público coordenado pelo Comitê de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes (CEVSCA).

No mesmo dia, o governador Wilson Lima anunciou a criação do Centro Integrado de Atendimento à Criança e ao Adolescente, que vai abrigar em um só local todos os órgãos da rede de proteção infantojuvenil.

Fotos: Drance Jézus/Sejusc