Parintins Notícias

O Espaço Sustentável ‘Recicla, Galera’ já se consolidou como centro das atividades de meio ambiente do Festival de Parintins. Para fazer jus ao nome, materiais recicláveis também fazem parte da estrutura do local, com peças que levam a assinatura de artistas plásticos renomados na ilha Tupinambarana. 

O projeto é realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), e o Sistema Coca-Cola Brasil. Ativado na segunda-feira (24/06), na Praça da Liberdade, o Espaço Sustentável busca ampliar as experiências interativas de moradores e visitantes de Parintins em torno da reciclagem. 

Além das ações de educação ambiental, coleta, triagem, pesagem e troca de resíduos por brindes,  a sustentabilidade do Espaço está nos detalhes. Uma particularidade do ambiente é que muitas peças, como a fachada, placas, bancos e cortinas são feitas com objetos descartados pelas pessoas e que iriam para a lixeira.

Alguns desses adornos foram desenvolvidos pelo artista plástico e artesão Matheus da Silva Pereira, que atua no ramo desde 1986, com obras espalhadas por países da Europa, Ásia e diversos estados brasileiros. Para o ‘Espaço ‘Recicla, Galera, ele confeccionou peças que levaram um total de 6.184 tampinhas de garrafa, 86 garrafas pet, além de 10.500 lacres de latinhas de alumínio. 

“Fazer parte desse grupo do Recicla, conscientizando várias pessoas que vão passar por aqui, tem essa sensibilidade com a natureza, com as coisas que você produz, porque tudo que você descarta pode ser aproveitado, pode ser uma fonte de renda, e as pessoas só têm a ganhar com isso”, disse ao G1. 

Outro artista renomado que assinou algumas estruturas do Espaço Sustentável foi o parintinense Iran Martins. Colaborador do ‘Recicla, Galera’ nas suas três edições, ele é conhecido por usar resíduos de forma artística. Algumas das suas obras mais marcantes fazem parte do projeto “Escultura”, em que foram desenvolvidos seis monumentos de aproximadamente cinco metros, espalhados a partir do aeroporto de Parintins. 

“Eu acho muito gratificante trabalhar com isso. É um projeto muito bonito que vocês fazem. Trabalhar com arte, com esse tipo de material, vai além da reciclagem. Gera fonte de renda, trabalho e é bom principalmente para o meio ambiente, já que a gente tira esse material que está poluindo, que ainda é muito grande na cidade de Parintins”, destacou.

Os ecopontos personalizados nas cores de cada boi, que estarão localizados na entrada das galeras no Bumbódromo, também estão sendo confeccionados pelo artista. 

Sustentabilidade

Instalado na região central de Parintins, o Espaço Sustentável ‘Recicla, Galera’ foi pensado para ser um centro de coleta, destinação e triagem de resíduos em tempo real, além de concentrar atividades de educação ambiental e a troca de materiais recicláveis por brindes.

De 24 a 30 de junho, moradores e visitantes que estiverem pela ilha vão poder visitar o local e conferir as novidades, que incluem máquinas coletoras para o descarte de resíduos. Quem descartar cinco resíduos poderá trocar o material por uma bebida do portfólio Coca-Cola, enquanto o descarte de 15 itens poderá ser trocado por um bucket, uma pochete ou um copo do seu boi.

A troca de materiais por brindes ocorre a partir das 9h, até quando durarem os estoques diários. O Espaço está localizado na Praça da Liberdade, na Rua Governador Leopoldo Neves, Centro de Parintins.

Sobre o projeto

O projeto ‘Recicla, Galera’ é a maior iniciativa ambiental do Festival de Parintins, realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Sema, e do Sistema Coca-Cola Brasil. A execução operacional é realizada pelo Impact Hub Manaus. 

O projeto visa promover um festival mais sustentável, incentivando a destinação correta dos resíduos recicláveis e gerando renda para os catadores. Nas duas edições anteriores, mais de 7,8 toneladas de resíduos foram encaminhadas para reciclagem.

A ação conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC), junto à Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC). O Sebrae, a Solar Coca-Cola e a Associação dos Catadores de Parintins (Ascalpin) também são parceiros da iniciativa.