Parintins Notícias
Notícias de Parintins

Fumar pode levar à impotência e, mesmo com medo, 51% dos homens não vão ao médico

A impotência sexual e a infertilidade são algumas das doenças que podem ser relacionadas com o ato de fumar, além dos mais de 15 tipos de cânceres. Ainda assim, apesar do medo de ficarem impotentes, segundo dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), 51% dos homens não buscam atendimento urológico com regularidade para tratamentos preventivos.

“O próximo dia 31 de maio comemora-se o Dia Mundial sem Tabaco, uma data que relembra a gravidade do tabagismo para a saúde. Os problemas causados pelo tabagismo vão além das doenças habitualmente conhecidas. A prática atinge diretamente a saúde sexual do homem, promovendo impotência sexual. Os homens que fumam têm três vezes mais chances de ter a impotência sexual, mas não é só isso. O tabagismo também pode alterar a produção de espermatozoide, levando à infertilidade”, destaca o urologista Flávio Antunes.

Ainda de acordo com Antunes, o fumante ainda pode desenvolver cerca de 15 tipos de cânceres, entre eles o tumor de bexiga. Vale lembrar que os fumantes passivos podem desenvolver todas essas doenças.

Mortalidade

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabaco mata mais de 8 milhões de pessoas por ano. Mais de 7 milhões dessas mortes resultam do uso direto desse produto, enquanto cerca de 1,2 milhão é o resultado de não-fumantes expostos ao fumo passivo. No Brasil, 443 pessoas morrem a cada dia por causa do tabagismo, conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Impotência sexual

O tabagismo faz com que haja acúmulo de gordura nos vasos do pênis, causando a impotência sexual. A primeira indicação médica nesses casos é que o paciente pare imediatamente de fumar.

“Com essa ação, ele vai parar de colocar as mais de 40 substâncias ruins que contém no cigarro para dentro do seu organismo. Isso faz com que o problema não piore, e os especialistas possam desenvolver o tratamento, conforme a gravidade da condição. Não adianta tratar a impotência e continuar fumando, o problema vai continuar piorando. O cigarro tem efeito acumulativo. Parar não significa que a pessoa vai ficar curada, já que algumas lesões são irreversíveis, mas você deixa de piorar o problema”, disse o urologista.

Flávio Antunes também alerta ainda para o uso de cigarros eletrônicos.

“Não se deixe enganar: dispositivos eletrônicos para fumar também matam. O cigarro eletrônico contém substâncias tóxicas que causam câncer, doenças respiratórias e cardiovasculares”.

Prevenção e tratamento

O primeiro passo é ir ao médico buscar ajuda. Ainda hoje existe muito preconceito em relação à saúde masculina. A chave para o tratamento e cura de muitas doenças é a detecção precoce. Muitas vezes o machismo impede que o homem cuide da sua própria saúde. O estudo da Sociedade Brasileira de Urologia feito com 3.500 homens, em sete cidades brasileiras, mostra que o público masculino não vai ao médico com regularidade e desconhece informações importantes para viver e envelhecer com maior qualidade de vida e bem-estar.

Segundo Antunes, parar de fumar, ir ao urologista fazer uma avaliação, fazer exercício físico e manter uma alimentação saudável são importantes para o processo de tratamento. Em Manaus, 17 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) oferecem atendimento gratuito nos Ambulatórios de Tratamento ao Fumante.

O tratamento consiste em atividades de orientação aos usuários sobre os prejuízos causados pelo cigarro, e, quando necessário, ofertar medicamentos que controlem a abstinência. Equipes multidisciplinares, formadas por médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e fisioterapeutas, fazem as sessões individuais ou em grupo.

Os interessados podem procurar o Serviço Social da unidade, de 7h30 às 12h30, de segunda a sexta-feira, para se inscrever no programa.

Lista de Ambulatórios para Tratamento de Fumantes

Zona Norte
1 – UBS Frei Valério – rua Bom Jesus, s/nº, Novo Israel
2 – UBS Sálvio Belota – rua das Samambaias, 786, Santa Etelvina
3 – UBS Armando Mendes – rua 5, s/nº, conjunto Manoa
4 – Policlínica Anna Barreto – avenida Grande Circular, s/nº, Monte Sião
5 – UBS José Figlioulo – rua Rios Arinos, s/nº – conjunto Residencial Viver Melhor

Zona Sul

6 – USF Dr. Luiz Montenegro – rua Pico das Águas, 527, Nossa Senhora das Graças
7 – UBS Petrópolis – rua Delfim de Souza, s/nº, Petrópolis
8 – UBS Nilton Lins – avenida Professor Nilton Lins, 3.259, Flores
9 – UBS Theodomiro Garrido, localizada na rua São José, s/nº, Colônia Oliveira Machado

Zona Leste

10 – UBS Ivone Lima dos Santos – rua 8, s/nº, Coroado 3
11 – UBS Amazonas Palhano – rua Antônio Matias, s/nº, São José 2
12 – UBS Mauazinho – rua Rio Negro, 113, Mauazinho

Zona Oeste

13 – Clínica da Família José Raimundo Franco de Sá – Rua V, 150, Nova Esperança 1
14 – Policlínica Djalma Batista – rua 23 de Dezembro, s/nº – Compensa 3

Zona Rural

15 – USFR São Pedro – quilômetro 35, rodovia AM-010 (Manaus – Itacoatiara)
16 – UBFR Ephigênio Sales – quilômetro 41, rodovia AM-010 (Manaus – Itacoatiara)
17 – UBFR Pau-Rosa – ramal do Pau-Rosa, quilômetro 21, rodovia BR-174 (Manaus – Porto Velho)

-publicidade-