Parintins Notícias

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) realizou, em Tonantins (distante 865 quilômetros de Manaus), uma série de estudos relacionados a solos antrópicos e adjacentes. A ação, realizada em parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), foi concluída na última semana (24/11) e teve como objetivo principal a ampliação de conhecimentos desse tipo de solo para o desenvolvimento da agricultura.

“O Idam tem um forte histórico de cooperação com a Ufam, instituição que conta com o nosso apoio em pesquisas e experimentos, os quais muitos são aplicados e repassados por nossos técnicos aos produtores rurais. Por isso, é sempre satisfatório dar continuidade a essa parceria, que traz inúmeros benefícios às populações rurais do Amazonas”, destacou o diretor-presidente do Idam, Vanderlei Alvino.

O estudo em Tonantins contou com a participação do professor da Ufam, José Furtado de Miranda, mestre em Ciências Florestais e Ambientais e doutor em Solo e Nutrição de Plantas, e do gerente da unidade local (UnLoc) do Idam em Tonantins, José Dirley Alborado. Segundo o gerente, os trabalhos se focaram nos estudos de solos do tipo “terra preta”.

“Na ocasião, foram abertas trincheiras para a descrição morfológica e coleta de amostras por horizontes. A ação contou com participação efetiva de técnicos do Idam e de integrantes do grupo de pesquisa da Ufam”, destacou Dirley.

Somada à abertura de trincheiras, a ação também contou com a coleta de amostras de solo para a futura instalação de uma Unidade Demonstrativa (UD) da cultura de mandioca. A partir dessa UD, os agricultores terão a possibilidade de conhecer novas práticas relacionadas à produtividade da cultura, resultando em mais rentabilidade e mais qualidade de vida para produtores locais.

Palestras

Durante a presença de técnicos do Idam e da Ufam em Tonantins, produtores rurais do município também foram beneficiados com a palestra “Gestão Agrícola: solo, calagem, adubação e produção”. Ministrada pelo professor da Ufam, José Furtado de Miranda, a capacitação teve como público alvo agricultores familiares, associações, alunos do curso técnico em agricultura e de graduação em gestão ambiental.

A capacitação incluiu, ainda, uma demonstração de métodos na propriedade do agricultor familiar Sérgio da Silva Gouvea, assistido pela UnLoc de Tonantins. A atividade teve o apoio das prefeituras de Tonantins e Benjamin Constant e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).