Parintins Notícias

Parintins Notícias
Facebook
Twitter
WhatsApp

Mais quatro servidores aprovados no concurso público do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), realizado em 2021, tomaram posse, na manhã desta quinta-feira (29), no plenário da Corte de Contas.

 Presente na cerimônia, o conselheiro-presidente Érico Desterro deu as boas vindas e parabenizou os novos servidores que agora passam a integrar o quadro de funcionários do Tribunal. Os aprovados integrarão o cargo de Auditoria Governamental.

“Primeiro gostaria de agradecer a todos por terem escolhido o Tribunal de Contas como o seu local de trabalho, além de parabenizar pela aprovação no concurso público, tendo em vista a grande concorrência que tivemos e vocês obtiveram êxito. Temos certeza que o quadro de servidores do Tribunal só tem a ganhar com a chegada dos quatro novos empossados e, na medida do possível e da realidade do TCE, poderemos dar prosseguimento a novas convocações”, disse o conselheiro-presidente.

Entre os novos servidores, um jovem de apenas 25 anos de idade, Nícolas Araújo Sampaio, natural do município de Iranduba, comentou sobre a aprovação e, junto de sua família, destacou a felicidade de poder assinar o termo de posse. Ele revelou que a nomeação aconteceu no dia do seu aniversário.

“Foi um grande presente. Foi o primeiro concurso que eu realmente estudei de verdade, com disciplina e dedicação. Quando saiu o edital, cheguei a estudar de 8 a 10h por dia, motivado pelo sonho de ser aprovado”, comentou o jovem, que é formado em Administração pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Natural de São Paulo, mas morando em Manaus desde a infância, Paulo Pires de Sousa comentou que esperava pela oportunidade de concurso no TCE-AM desde o ano de 2016.

“Eu já acompanhava algumas notícias de que havia a necessidade de recomposição do quadro de funcionários do Tribunal e esperava com ansiedade a oportunidade da realização  de um concurso, que acabou acontecendo em 2021. Durante esse período, acabei fazendo outros concursos para Tribunais de Contas, sendo aprovado no Pará e também no Paraná, no entanto, a partir da abertura do edital do TCE-AM, fiz um período de 11 meses intensos de estudo e felizmente fui aprovado. Fazia tempo que não me sentia tão empolgado em poder iniciar um novo trabalho e espero desempenhar da melhor forma possível aqui no Tribunal de Contas do Amazonas”, disse.

Entre os empossados, dois mineiros. Thiago Ornelas Cota, de Belo Horizonte, e Sérgio Garcia Fernandes, do município de Visconde do Rio Branco, também comentaram sobre o período de estudos, o momento da aprovação e, agora, com o início de uma carreira no estado do Amazonas.

“Estava há quatro anos estudando para concursos e, quando saiu o Edital daqui, resolvi aproveitar a oportunidade e felizmente fui aprovado. Tive duas visitas durante o mês de junho para conhecer a cidade e fazer toda a preparação para trazer minha família. Estou ansioso para iniciar os trabalhos na Corte de Contas”, disse Thiago.

“Já sou servidor público há alguns anos, no entanto sempre tive vontade de trabalhar na área de controle. Cheguei a trabalhar quatro anos com controle interno em um cargo similar ao que vamos exercer aqui, durante isso fiz minha preparação para a prova do TCE do Amazonas e, felizmente consegui ser aprovado e convocado. Estou 100% preparado para desempenhar as funções com muita responsabilidade”, disse.

Com os novos servidores, a Corte de Contas amazonense chegou a 60 empossados pelo concurso, 20 a mais do que a quantidade inicial de vagas, que era de 40. Realizado nos dias 18 e 25 de agosto, o concurso disponibilizou 40 vagas para provimento imediato na Corte de Contas, com vencimentos de até R$ 8,3 mil, além de benefícios.

Relacionados