Parintins Notícias

Encontro apresentou aos visitantes o modelo da gestão de turismo na reserva, com foco na prática de pesca esportiva

A Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, localizada entre os municípios de São Sebastião do Uatumã e Itapiranga (a 247 e 227 quilômetros de Manaus, respectivamente), recebeu moradores de Unidades Conservação vizinhas para um intercâmbio de saberes sobre turismo de base comunitária. O foco foi a pesca esportiva, que tem atraído milhares de turistas para a localidade todos os anos.

Gerida pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), a RDS do Uatumã recebeu comunitários da Reserva Extrativista (Resex) do Rio Unini e da Área de Proteção Ambiental (APA) Margem Esquerda do Rio Negro. O encontro possibilitou aos visitantes conhecerem o modelo de gestão do turismo na Uatumã, onde os próprios moradores da reserva são os operadores das atividades.

Segundo o gestor da RDS Uatumã, Cristiano Gonçalves, o ordenamento turístico na Unidade de Conservação tem ganhado destaque, principalmente, por conta da pesca esportiva. A UC tem despontado como modelo para a realização sustentável da modalidade, que inicia oficialmente sua temporada no mês de setembro.

“Nosso modelo de turismo acontece desde 2014 e já está bem avançado. Por esse motivo, os moradores das Unidades de Conservação vizinhas vieram conhecê-lo e verificar como seria possível replicá-lo em suas reservas, uma vez que a atividade de pesca esportiva está em processo de embargo no Rio Apuaú e na Resex do Rio Unini”, destacou o gestor.

Na ocasião, foram visitadas as pousadas Pedras do Uatumã, Paraíso das Pedras, Paraíso do Uatumã e Mirante do Uatumã, locais frequentemente procurados por grupos de pescadores esportivos de todas as partes do mundo, que visitam a RDS para a prática da atividade.

Os participantes do encontro realizaram uma roda de conversa, em que trocaram conhecimentos sobre o turismo sustentável, seus aspectos econômicos e benefícios para a comunidade. O protagonismo dos moradores na cadeia produtiva do turismo foi um dos principais assuntos do intercâmbio.

Turismo na RDS Uatumã

A pesca esportiva é considerada um dos maiores atrativos turísticos da RDS Uatumã, que possui um grande estoque pesqueiro de tucunarés, uma das espécies mais cobiçadas por pescadores esportivos.

A prática na Unidade de Conservação ocorre no segundo semestre do ano, sendo oferecida pelas próprias comunidades que atuam como protagonistas desta atividade.

Além da pesca esportiva, a RDS do Uatumã possui outras opções de base sustentável que oportunizam renda para as comunidades da região. O Turismo de Base Comunitária proporciona para os visitantes uma experiência única de vivência com as comunidades, podendo-se desfrutar da experiência de dormir na floresta, além de conhecer projetos realizados pelos moradores, como os sistemas agroflorestais, extração de óleos, o artesanato local e monitoramento de quelônios.

FOTO: Divulgação/Sema