Parintins Notícias

Uma atividade diferenciada agitará o sábado da 20ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). No dia 21 de outubro, 80 estudantes do Centro de Ensino Médio Oeste, escola pública do Plano Piloto, e do CED 02 do Paranoá, escola pública estadual, participarão de um Hackathon que terá como objetivo pensar soluções e estratégias para o enfrentamento à desinformação sobre vacinas nas escolas.

“O hackaton é uma iniciativa pioneira de educação midiática que propomos com o objetivo de dar aos jovens o protagonismo para pensar em soluções para um desafio central no contexto atual de enfrentamento à desinformação, que é a questão das vacinas”

João Brant, secretário de Políticas Digitais da Secom
O evento, que funcionará como um desafio escolar, acontecerá no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, e será promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), por meio das secretarias de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação – SETEC e Ciência e Tecnologia para Transformação Digital – SETAD, pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM).

Os participantes serão divididos em grupos sob coordenação de mentores de organizações parceiras, como o Instituto Vero, Safernet Brasil, Instituto Palavra Aberta, Intervozes e Redes Cordiais.

De acordo com João Brant, Secretário de Políticas Digitais da Secom, a iniciativa busca sensibilizar os jovens sobre a importância do combate à desinformação de forma prática.

“O hackaton é uma iniciativa pioneira de educação midiática que propomos junto ao MCTI com o objetivo de dar aos jovens o protagonismo para pensar em soluções para um desafio central no contexto atual de enfrentamento à desinformação, que é a questão das vacinas. Vai ser interessante conhecer a perspectiva deles, que pode somar muito nas estratégias que estamos desenvolvendo.”

“A parceria para o Hackathon é de extrema importância para a SNCT, afinal de contas estamos falando de ciência. Precisamos desmistificar as ideias errôneas que foram construídas sobre a vacinação. Mostrar que vacinas salvam vidas!”, diz a diretora de Popularização da Ciência, Tecnologia e Educação Científica, Juana Nunes.

O grupo que propuser a solução mais inovadora no Hackathon receberá a premiação no evento de lançamento do projeto Saúde com Ciência no dia 24 de outubro, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, e será entregue pelo Zé Gotinha.