Parintins Notícias

A medida que a temperatura aumenta, o corpo tende a perder mais líquido, através da transpiração, para regular a temperatura interna. Com isso a nutricionista, Daíse Cunha, que atua no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Danilo Dr. Danilo Corrêa, unidade da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), ressalta a importância de compreender como o calor afeta a necessidade de hidratação e quais medidas devem ser tomadas nessa época do ano.

O período do verão com aumento de temperatura e sensação térmica ainda maior pode provocar mudanças corporais como: elevação da pressão arterial, aumento dos batimentos cardíacos, tonturas, perda de apetite e aumento da produção de suor.

Beber cerca de dois litros de água por dia, para adultos, é a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), para dias mais quentes o ideal é beber água mesmo sem sentir sede e fazer um cálculo de 30 a 35ml x o peso atual para ter mais exato a quantidade de litros de água para consumo individual. A nutricionista Daíse Cunha afirma que é essencial seguir esse procedimento.

“É fundamental para garantir o bom funcionamento do organismo que a hidratação seja mantida ao longo do dia. A água ajuda a manter a temperatura corporal, favorece o conforto térmico e mantém o equilíbrio no caso de transpiração intensa”, inicia.

Em dias de calor é ideal consumir alimentos leves, como frutas, verduras e proteínas brancas que são de mais fácil digestão, além de ter sempre uma garrafa de água por perto para não esquecer de estar se hidratando.

Consequências e Prevenção

A desidratação pode causar sintomas leves e até gravíssimos, como: fraqueza, sonolência, irritabilidade, dor de cabeça, dificuldade de atenção, sede excessiva, boca seca, falência renal e redução dos batimentos cardíacos. A especialista ainda destaca atitudes que podem ser feitas na tentativa de prevenção de desidratação.

“Para prevenir a desidratação o ideal é manter o consumo de no mínimo 2 litros de água por dia e consumir alimentos com maior teor de água, como melancia, laranja, tangerina, evitar alimentos com excesso de sal e industrializados”, finaliza.

FOTO: Divulgação/ SES-AM