Parintins Notícias

No segundo espetáculo azulado, apresentado neste sábado, 29 de junho, o Boi Caprichoso se vestiu de tradição, nas cores azul e branco exaltou a cultura do Boi-Bumbá. Grandes nomes e momentos tradicionais da festa receberam destaque e nortearam a apresentação impactante, que teve como temática “Tradições: o flamejar da resistência popular”.

WhatsApp Image 2024 06 30 at 02.55.06

Como representante dessa tradição, o Caprichoso trouxe na Figura Típica Regional “O Pescador da Amazônia”, personagem caboclo dos beiradões, das comunidades rurais, dos bairros de Parintins e dos ambientes azulados que fazem parte do Povo Caprichoso. A porta-estandarte, Marcela Marialva, e a sinhazinha da fazenda, Valentina Cid, arrancaram aplausos neste momento alegórico.

WhatsApp Image 2024 06 30 at 02.55.11

Com a obra “Feito de Pano e Espuma”, o levantador de toadas, Patrick Araújo, defendeu o item “Toada, Letra e Música” e criou um dos momentos mais emocionantes da noite. Piano, violino, violação e outros instrumentos musicais compuseram um cenário de exaltação ao sentimento Caprichoso. “É uma emoção muito grande estar na arena e poder cantar essas todas maravilhosas e sentir essa energia da galera”, disse Patrick.

WhatsApp Image 2024 06 30 at 03.23.17

O espetáculo Caprichoso encerrou com o grandioso ritual de “Transcedência Marubo” do artista Kenedy Prata. O momento cênico- coreográfico contou com participação do líder indígena Beto Marubo e a performance eletrizante do pajé Erick Beltrão. “Fechamos a noite de forma primorosa, dentro de tudo que foi pensado, trazendo surpresas, momentos impactantes e, principalmente, empolgando nossa nação”, concluiu o presidente do Caprichoso, Rossy Amoedo.