“A Caixa Mágica do Natal” promove inclusão social no Teatro Amazonas

Espetáculo conta com intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras) e audiodescrição, entre outros serviços

O espetáculo “A Caixa Mágica do Natal” conta, em todas as sessões e transmissões nas redes sociais, com intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), audiodescrição, legenda e receptivo para atender ao público de pessoas com deficiência, promovidos pela Assessoria de Inclusão da Pessoa com Deficiência, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. Deficientes visuais que prestigiaram o espetáculo no Teatro Amazonas elogiaram os serviços disponibilizados.

José Luiz, 25, foi com a esposa e um grupo de amigos. Ele relatou que também marcou presença no espetáculo realizado em 2019. “Gosto muito do espetáculo e os serviços de audiodescrição fazem com que a gente realmente interaja com a peça, é perfeito para que entendamos. A secretaria está de parabéns”, comentou.

Já Rafaine Maciel, 27, prestigiou “A Caixa Mágica” pela primeira vez e aprovou a experiência. “Foi muito legal. Gostei muito do menino Kadu, que tem tão pouca idade e tem tanto talento. São serviços que deveriam ter em todos os espetáculos na cidade”, afirmou Maciel.

A Caixa Mágica – Em 1h20 de duração e embalado por uma trilha sonora com clássicos de Natal e referências pop, o espetáculo faz uma viagem lúdica pelo universo natalino ao contar a história de uma criança que, após perder a mãe, deixa de acreditar no Natal. Mas tudo muda quando, a pedido de sua avó, ele abre um baú de memórias, lê uma carta deixada por sua mãe e mergulha num mundo mágico ao lado do duende Jujuba.

“A Caixa Mágica do Natal” ganhou três categorias do 20º Prêmio Cenym de Teatro Nacional: Melhor Figurino, Melhor Qualidade Técnica e Melhor Maquiagem, no mês de novembro, e venceu na categoria Musical Norte, por voto popular, na segunda edição do Prêmio Brasil Musical, em março.

Todas as sessões no Teatro Amazonas já tiveram as vagas esgotadas por meio de agendamento no Portal da Cultura.

Inclusão – A Assessoria de Inclusão da Pessoa com Deficiência desenvolve programas de inclusão, de formação e preparação artística e técnica, de oportunidade de trabalho, além de oferecer serviços de acesso a bens culturais materiais e imateriais.

Espetáculos, concertos, intervenções e demais apresentações que contam com o apoio ou são realizadas pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa recebem a presença de atividades de inclusão da pessoa com deficiência.

A secretaria dispõe de locais adaptados para receber pessoas com deficiência como o Teatro Amazonas, Centro Cultural dos Povos da Amazônia, Centro Cultural Palácio da Justiça e Usina Chaminé.

FOTO: Michael Dantas e Reprodução