Mais de 1,5 mil estudantes da rede pública estadual são beneficiados com cursos profissionalizantes por meio do MedioTec

Cursos são voltados a estudantes em situação de vulnerabilidade social.

Mais de 1,5 mil alunos do ensino médio da rede pública estadual do Amazonas da capital e do interior estão sendo beneficiados pela oferta de cursos profissionalizantes por meio do MedioTec, uma ação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). No próximo semestre deste ano, serão disponibilizadas outras 660 vagas para esses cursos.

De acordo com o coordenador do MedioTec na Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), professor Allyson Lopes, o Ministério da Educação (MEC) repassa as vagas às instituições federais, estaduais e privadas, que ofertam os cursos. “A Seduc entra nesse processo como a demandante de público, já que as vagas são exclusivas para alunos do Ensino Médio, então quando uma instituição dessas recebe as vagas, ela entra em contato com a Secretaria e nós começamos o processo de pactuação”, explicou.

As vagas, segundo Lopes, são direcionadas aos alunos que se encontram em vulnerabilidade social. “É um programa que foi criado para atender os alunos que vivem em maior vulnerabilidade social, são daquelas famílias de baixa renda, então, eles estão recebendo essa oportunidade. As escolas, as coordenadorias, que conhecem o seu público, que tem uma lista, inclusive, dos alunos que são bolsistas de programas federais, como o ‘Bolsa Família’, é que fazem essa seleção”, disse.

Cursos – Desde 2017, quando o programa começou a disponibilizar vagas para estudantes da rede pública estadual do Amazonas, diversos cursos já estão em andamento nas unidades de ensino da rede, tais como: técnico em rede de computadores; técnico em informática; técnico em qualidade; técnico em recursos humanos; técnico em administração; técnico em logística; técnico em recursos humanos; entre outros.

Os cursos, de acordo com o coordenador, contemplam, ainda, a nova lei do Ensino Médio. “Agora, com a nova Lei do Ensino Médio, já pautada nessa oferta da formação técnica, o MedioTec vem realmente coroar. É uma ação, a meu ver, excelente. Nós temos um número crescente de alunos matriculados, nós temos uma oferta cada vez maior de cursos técnicos. Isso é o novo ensino médio. A gente tem buscado, realmente, esse público, buscado oportunizar esses alunos e sensibilizá-los da oportunidade de ter esse curso, que é totalmente gratuito. É algo realmente excelente que só vem agregar a formação deles”, afirmou Lopes.

Para garantir a frequência dos estudantes nos cursos, existe um acompanhamento da Coordenação de Educação Profissional na Gerência de Ensino Médio da Seduc, cujo coordenador é o professor Manoel Jeffreys.

Além disso, o trabalho de monitoramento conta com o apoio de supervisores e assistentes sociais do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e supervisores e assessores pedagógicos das Coordenadorias Distritais de Educação da Seduc.

Deixe um comentário