Novos concursados devem fortalecer a atuação do Idam no interior do estado

A nomeação dos 227 concursados do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) vai colaborar para o fortalecimento das políticas públicas e da assistência técnica do órgão nos municípios amazonenses. O governador Wilson Lima assinou, nesta quarta (21/10), a nomeação dos aprovados no concurso de 2018.

Conforme o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, os novos servidores vão ajudar nas melhorias das demandas existentes em cidades que precisam de apoio para impulsionar o setor primário.

“Vamos estar à frente nas fronteiras fazendo promoção humana, como em regiões com IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) baixo, como é o caso de Atalaia do Norte que tem o terceiro IDH mais baixo do Brasil. Estaremos juntos com as prefeituras, com o Governo do Estado e com as outras secretarias do sistema Sepror para ajudar a implementar políticas públicas, geração de renda e combater a pobreza. O governador (Wilson Lima) ao me chamar pediu uma única coisa: Ajudar na assistência do interior, e colocar o Idam cada vez mais forte em nosso estado”.

Os profissionais aprovados serão destinados aos 62 municípios do Amazonas. Entre eles está o engenheiro de pesca Bartolomeu Filho, 32, que vai atuar na cidade de Itacoatiara (a 250 quilômetros da capital). “É uma etapa muito importante e estou muito ansioso porque aguardava há muito tempo o concurso. Passei na função de técnico pesqueiro e sei da missão no interior que precisa fortemente do setor primário para buscar o desenvolvimento do setor e trazer benefício para todo mundo”.

Bruna Maia, 23, é assistente social por formação e vai atuar no município de Tabatinga (a 1.105 quilômetros de Manaus). “Vai ser meu primeiro emprego como assistente social; já estou fazendo um mestrado também justamente na área de serviço social e sustentabilidade na Amazônia, e eu estou muito grata a Deus, a minha família e aos meus amigos. Eu já morei na cidade e pretendo contribuir com a minha profissão”.

Foto: Herick Pereira/Secom