Profissionais da Policlínica Codajás são capacitados para avaliação do desenvolvimento infantil de pacientes

Os profissionais do Centro Especializado em Reabilitação III (CER III) da Policlínica Codajás, unidade da Secretaria de Estado em Saúde (SES-AM), finalizaram, nesta quarta-feira (31/03), o curso de capacitação sobre o Instrumento de Avaliação Denver II, que avalia atraso no desenvolvimento de crianças.

Com a participação de fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogas e terapeutas ocupacionais, o curso com duração de três dias e carga horária de 15h, foi ministrado pela professora e doutora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), a fisioterapeuta Ayrles Barbosa, que ensinou na teoria e na prática, técnicas para avaliar o desenvolvimento infantil dos pacientes.

Segundo a coordenadora do CER III, Adriana Azevedo, a capacitação oferecida servirá para melhor avaliar as crianças atendidas na unidade. “Com este atendimento ambulatorial, será possível identificar o desenvolvimento normal ou anormal desse público infantil. Se caso encontrarmos alguma anormalidade, nós conseguiremos intervir precocemente”, destacou.

Com a identificação da anormalidade, Adriana explica que será possível traçar os objetivos específicos para o tratamento e, assim, diminuir os impactos futuros na vida da criança.

A fisioterapeuta Ayrles explica que o curso contribuirá na avaliação de crianças de idades de 0 a 6 anos. “Esta capacitação é um instrumento muito interessante para o serviço de saúde, porque conseguimos de fato dar subsídios para que haja uma triagem se existe ou não um atraso, além de auxiliar no acompanhamento das crianças”, enfatizou.

Durante os três dias, os profissionais tiveram aulas sobre o desenvolvimento infantil e as fases; a importância da utilização de instrumento padronizado; medidas psicométricas e aplicação do Denver.

Aluna no curso, a fonoaudióloga da Policlínica Codajás, Flávia Yumi, conta que como profissional se sente honrada com os ensinamentos. “Este curso é de suma importância para nós, porque geralmente vamos em busca dessas capacitações lá fora, e ter a oportunidade do curso vir até nós na unidade, nos proporciona a garantia de poder fazer um trabalho melhor para nossas crianças”, disse.

O diretor geral da policlínica Codajás, o fisioterapeuta Rainer Figueiredo destacou a importância da qualificação, para melhor atendimento na unidade.

O impacto positivo de todas as crianças que irão participar das consultas especializadas, gera para o órgão um saldo positivo de bons serviços prestados na saúde. “Este é mais um procedimento de saúde que iremos oferecer às famílias amazonenses. Ter um atendimento humanizado com o tratamento especial que elas merecem”, finalizou.

O atendimento de pacientes com aplicação do instrumento de avaliação Denver II, para pacientes da unidade, tem previsão de início a partir do dia cinco de abril.

FOTO: Islânia Lima/Policlínica Codajás