Seap realiza segundo fórum de discussão sobre saúde no ambiente prisional

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) promoveu o 2º fórum sobre saúde no ambiente prisional. A reunião, conduzida pela Coordenadoria de Saúde do Sistema Penitenciário do Amazonas (CSSPAM), contou com a participação do chefe de gabinete da Secretaria Executiva Adjunta (Sexad), major Paulo Barreto, e de representantes das cogestoras New Life, RH Multi, e Reviver Administração Prisional Privada.

Na ocasião, os integrantes do grupo debateram metas e sugeriram propostas que visam ao bom desempenho dos serviços de saúde prestados aos internos das unidades prisionais do estado e do interior.

Uma das ações acertadas durante o fórum foi a realização de mais capacitações para os profissionais da saúde que atuam dentro das penitenciárias, uma sobre a prestação de um atendimento humanizado, e outras sobre a utilização das plataformas de Telemedicina, devido à entrada de novos colaboradores no sistema, e do Sistema Nacional de Regulação (Sisreg). A telemedicina é responsável pelo acesso a consultas médicas com especialistas via videoconferências, e o Sisreg, pela regulamentação do processo de agendamento de serviços especializados de saúde sob gestão estadual e municipal.

Outro ponto explanado foi a importância da continuidade dos mutirões de busca ativa de tuberculose e outras enfermidades, o tratamento de patologias dentro dos estabelecimentos prisionais, e a parceria com instituições de saúde. No final da reunião, foi acordado que as cogestoras irão apresentar à Seap, ainda nesta semana, levantamentos de cada unidade sobre os temas abordados para conferir celeridade e benfeitorias ao atendimento dos reeducandos.

Para a coordenadora da CSSPAM, Alyne Botelho, os fóruns têm sido fundamentais para identificar as necessidades do sistema prisional. “A intenção desse fórum é nos aproximar cada vez mais. Juntos vamos verificar as demandas das unidades e tentar solucioná-las da melhor maneira possível com as parcerias dos órgãos de saúde competentes. Hoje já conseguimos visualizar algumas melhorias nas demandas que foram pontuadas no fórum anterior, e eu acredito que cada vez mais vamos aperfeiçoar nossos serviços”.

FOTO: Divulgação/Seap