Seminário de tuberculose é estratégia para combater doença no Baixo Amazonas
Foto: Márcio Costa

Segundo o prefeito em exercício Maildson Fonseca, Parintins tem apostado nas políticas públicas que visam o melhor atendimento das pessoas com tuberculose.

Combater a tuberculose e encontrar meios para aumentar os índices de cura da doença foram alguns dos pontos da abertura do 1º Seminário Regional de Tuberculose nesta segunda-feira no auditório da Universidade do Estado do Amazonas em Parintins. O evento conta com representantes de Parintins, Barreirinha e Nhamundá, além da coordenação Estadual de Tuberculose.

Segundo o prefeito em exercício Maildson Fonseca, Parintins tem apostado nas políticas públicas que visam o melhor atendimento das pessoas com tuberculose. Ele ressalta a postura do prefeito Bi Garcia e vice Tony Medeiros que tem apostado que têm apoiado a capacitação dos seus profissionais para melhor tratar os pacientes dessa doença que ainda mata muitos brasileiros.

Clerton Florêncio Rodrigues, secretário de Saúde de Parintins, afirma que a tuberculose continua sendo um grave problema de saúde pública brasileira, lembrando que em 2016 mais de um milhão de pessoas morreram por conta da enfermidade. “Esse seminário vem ao encontro deste trabalho que estamos fortalecendo cada vez mais”, enfatiza.

Irineide Assumpção, infectologista e diretora da Unidade de Referência Cardoso Fontes, de Manaus, falou da importância da informação para que o paciente busque o diagnóstico preciso. “Se você tem tosse com mais de duas semanas deve buscar uma unidade mais próxima. Todos precisam saber dos sintomas e que a tuberculose tem cura”, explica.

Sandrely Belém, coordenadora do programa de tuberculose da cidade de Barreirinha, salientou a parceria com município de Parintins principalmente no fechamento de diagnósticos.

Deixe um comentário